SS: Capitulo-39-Eu só quero tomar café!!!

Cael abre os olhos ao seu lado esta gobu dormindo tranquilamente ele se levanta coloca uma blusa e uma calça boceja e de leve dá um beijo em gobu que acorda gobu então se espreguiça na cama e se levanta ela coloca algumas roupas casuais, cael veste seu manto vermelho e desce as escadas e gobu segue atrás

Saindo do quarto alguns esqueletos soldados estão no aguarde se passaram três dias deste a descoberta dos ossos, deste então apareceram muitas pessoas para reclamar, que eram rapidamente cuidadas pelos esqueletos
Hoje era o dia de resolver o funcionamento da instituição,
Cael e gobu descem a mansão já esta completamente pronta com apenas alguns esqueletos assassinos com suas habilidades atléticas polindo janelas altas e o teto.

No térreo a algumas crianças brincando com Laura as observando, cael acena para ela bocejando e vai para a cozinha.

Édipo está com puri e ambrogino em uma mesa parece que ambrogino esta testando um novo tipo de poção.

Cael se senta na mesa do meio, como sempre as pessoas começam a chegar o cheiro da café já vai ficando bom.

Depois de uns 15 minutos todos chegam e começam a comer e brincar risadas saem por todos os lados.

(Cael)-assim que eu gosto, tranquilo e gostoso, o que que é isso? estou sentindo algo

(Nota-alegria de pobre dura pouco)

BTOOOM*

Uma grande explosão ocorre na porta da frente e vários esqueletos soldados voam para o lado de dentro.

Eu ergui uma barreira com auxilio de primo mas uma das crianças que estavam na sala e ferida por estilhaços da porta.

(Cael)-magia de luz, [cura leve], você esta bem?

Eu uso uma magia básica de cura

(Menino)-sim só doeu um pouco.

(Cael)-vá com a irmã Laura, Laura evacue as crianças.

Eu peço a Laura que retire as crianças daqui não por perigo, mas por que eu não queria que elas vissem o que eu irei fazer.

Laura leva as crianças com ela e logo ouso sons de conversa e voz

(Voz1)-essa foi minha magia explosiva mas forte eles devem estar todos mortos, vamos saqueá-los antes que os guardas da cidade apareçam.

(Voz2)-haha foi mesmo bom termos contratado esse mago de alto nível

(voz3)-nos devemos ser o grupo mercenário mas forte em 5 cidades, eles até tinham uns esqueletos fortes mas nada se compara a nós

(Voz4)-calem a boca eu sinto algo

(cael)-pelo jeito as pessoas gostam mesmo de atrapalhar meu café da manhã

[Intimidação] + [grito bárbaro] =
[Grito intimidador]

(Cael)-VÃO TOMAR NO CU!!!!!

(voz2)-o que é isso parece um ogro
A poeira começa a abaixar e do lado de dentro os mercenários avistam, todos os que estavam dentro salvos
Cael olha pro lado de fora e vê cerca de 30 homens com roupas de couro e uma marca de leão no braço

(Voz1)-não se preocupem eles usaram algum tipo de feitiço pré-definido.

(Voz2)-nós somos do grupo mercenário grande leão, e como você e novo aqui provavelmente não sabe das regras, mas como posso ver pela sua mansão vocês tem um bom dinheiro então queremos 70% de tudo e também todas as mulheres.

Ouvindo aquilo Cael já prepara para pegar uma arma mais um dos antigos bandidos o segura .

(Bandido)-chefe deixe a gente provar nosso valor agora.

(Gabriel)-sim nós iremos nos livrar deles para você.

Os antigos bandidos então pegam suas armas

(Voz2)-pelo jeito vocês não ouviram, nós somos o Grand…..

Antes de poder terminar a frase níniel já havia perfurado sua testa com uma adaga de arremeso.

(Voz3)-matem todos eles!!

Os bandidos atacam, não bandidos não, agora os subordinados de cael atacam, o grupo de fora apesar das aparências e bem desorganizado, enquanto os subordinados seguem com uma linha firme apesar da diferença de números.

Na frente 5 homens com escudo defendem, nas laterais a espadachins e atrás dos escudeiros a lanceiros e atrás dos espadachins a latinos , e níniel cuida das coisas quando um erro acontece.

“Eu sabia que algo era diferente nesse grupo, agora me sinto orgulhoso de deixa-los me seguir”

Pensou cael

Como se fossem soldados bem treinados eles eliminam o inimigo rapidamente acabando com a diferença de números sem ninguém ficar com ferimentos sérios.

(Cael)-surpreendente

Os invasores se veem em perigo e o mago começa a recitar algo.

(Voz1)-pela força do espirito do fogo em conversão do espirito do vento e ao poder do meu mana se reúna energia magica, fogo explosivo que devora….

Cael fica com a boca no chão não pela magia, mas sim por aquele cântico escroto, antes que o mago terminasse seu canto Gabriel pulou com uma lança na mão e perfurou a coxa do mago que interrompeu seu cantigo e uma aversão a mana aconteceu fazendo o mago tossir sangue.

(Voz1)-malditos vocês sabem quem eu sou, eu um mago duplo com magia explosiva, o vice-lider dos grandes bla bla bla…

O resto dos invasores e rapidamente morto e cael deixa apenas alguns para testemunho.

(Cael)-ei níniel o que era aquilo que o mago estava dizendo?

Cael pergunta a níniel que aparenta ser o “homem” com maior saber do grupo
(Níniel)-o que sobre ele ser um mago duplo eu creio…

Cael “o” interrompe

(Cael)-não antes disso

(Níniel)- o que? O cântico? O que tem?

(Cael)-você esta dizendo que aquilo e comum? todos que desejam usar magia devem falar aquelas coisas?

(Níniel)-bem a maioria, só alguns poucos magos sabem usar magia sem encantamento , você deveria saber disso mestre

(Cael)-bem, e que ninguém que eu conheça usa cânticos.

A boca de níniel cai no chão a raridade de aparecer alguém que saiba usar magia sem encantamento e de 1 em 1.000.000 e seu mestre a esta dizendo que nunca ouviu um cântico antes.

(Níniel)-quer dizer que todos vocês sabem magia sem encantamento?

(Cael)-bem nunca vi édipo usar magia, mas creio que sim, usar cânticos e algo tão raro assim?

“eu estou louca”
Pensou níniel

Se contam historias que aqueles que visitam aquela mansão ainda podem ver a estatua de níniel em estado de choque olhando para o nada com um rosto de pura angustia

Comentários