Um Pedido (Parte 3)

De novo?
A mesma coisa de novo?
Se alguém chamado deus realmente existisse, e esse ser estivesse na frente de Riley, ele teria perguntado se havia algo errado com os olhos de deus.

“… Ha …”

Tendo ouvido a resposta, Riley soltou um riso e cruzou os braços como se estivesse desafiando-a a continuar explicando.

“De acordo com a mensagem divina, a razão pela qual você foi escolhido é …”

Priesia continuou com cuidado, e Riley, com os olhos estreitados, olhou para ela como se fosse abrir um buraco em seus lábios.

‘Continue. Por que você não me diz de novo para matar um lorde demônio? Vá em frente.’

Se, assim como foi em sua vida passada, uma sacerdotisa bonita olhou para ele e disse: ‘Esse mundo estará em um grande perigo em breve, então, por favor, derrote o lorde demônio’ nesse caso, mesmo que ela fosse uma sacerdotisa ou qualquer outra coisa…

“…”

… Riley estava pensando que ele ia virar tudo de cabeça para baixo. Enquanto ele pensava em tais coisas, ele repetiu o movimento de fechar e abrir a mão.

“Qual é o motivo?”

Respondendo a pergunta de Riley, Priesia, que parou por um momento, disse com uma cara séria,

“… É por causa de um dragão.”
“…?”

‘Um dragão? Não é um lorde demônio, mas um dragão?’

Riley perguntou de volta

“… Um dragão?”
“Sim. Um dragão.”

Com base em como as coisas estavam indo, Riley tinha certeza de que ela ia pedir a ele para matar um lorde demônio, mas em vez disso, era um dragão.

“…”

Como Riley não estava dando nenhuma resposta, Priesia continuou primeiro,

“De acordo com a mensagem divina da deusa Irenetsa, em breve … um dragão aparecerá e trará um desastre terrível não apenas para Solia, mas também para outras cidades.”
“Então?”

Porque a história era diferente de suas previsões, Riley optou por adiar a ação. Em vez disso, ele perguntou a Priesia.

“De acordo com as palavras da deusa Irenetsa, quem vai derrotar aquele dragão é você, jovem mestre.”
“Eu vou?”
“Sim.”

Isso foi definitivamente semelhante a uma situação que ele ouviu em sua vida passada. No entanto, foi de alguma forma engraçado.
Além disso…

‘Essa maldita pessoa chamada deus não deve ter absolutamente nada a fazer…’

Riley pensou isso.

‘Quantas cidades existem nesse mundo e quantas pessoas vivem nesse mundo? Para ser franco, por ir tão longe, isso não é quase ao nível de um perseguidor? Por acaso, esse é um esquema roteirizado sendo filmado com câmeras escondidas?

Riley pensou em todo tipo de coisa.

“… Ha …”

Embora o ser que a sacerdotisa lhe pediu para matar fosse mudado de um lorde demônio para um dragão, Riley ainda não podia acreditar nisso. Além disso, ele ficou muito desapontado.

“Hey. Senhora sacerdotisa. Você acha que isso faz algum sentido?”

Riley olhou para a sacerdotisa com um olhar de descrença. Priesia se encolheu.

“Você pelo menos sabe que tipo de pessoa eu sou?”
“Isso é…”

Evitando o olhar de Riley, Priesia brincou com os dedos.
Parecia que ela não tinha ideia.

“O título que recebi da minha própria casa é Espada Preguiçosa. Espada Preguiçosa … No passado, presente e até mesmo no futuro, eu sempre estive e estarei perambulando sem fazer nada. Como é que alguém como eu deveria matar um dragão?”

Se ele tivesse um pouco de sorte, ele poderia matar um dragão apenas enganando-o com palavras como o personagem principal de alguma ficção faria.
No entanto, isso foi … apenas uma história na ficção.
De como outras pessoas viram, Riley era apenas o filho mais novo e um mestre mimado de sua Casa, que alcançou ou treinou absolutamente nada.
Era absurdo que alguém esperasse que alguém de tal reputação matasse um dragão. Afinal, como ele iria?
Foi um absurdo.

“Além disso, você esqueceu o que você disse para mim da última vez?”
“… O que eu disse…?”
“Você perguntou se eu era impotente! Eu!”
“…!”

Priesia se encolheu quando seu rosto ficou vermelho.
Enquanto isso, Nainiae, que observava os dois de lado, inclinou a cabeça para os lados. Era porque ela não entendia para onde a conversa estava fluindo.

“Em vez de procurar a esperança de um jovem mestre impotente, vá em busca de outra pessoa!”

Não importa que tipo de reação a sacerdotisa mostrou, a expressão no rosto de Riley não mudou.

Pat Pat

Riley deu um tapinha em seu ombro algumas vezes e começou a se afastar para sair do banheiro.

“P-Por favor, espere … eu não terminei de contar a história toda.”

Priesia rapidamente virou seu corpo quando ela chamou Riley para pará-lo.
Percebendo que isso não o impediu de andar, Priesia mencionou o que não havia conseguido antes.

“… Astroa.”
“…”

Agora que o nome do grande mago que morreu ontem foi mencionado, os passos de Riley pararam.

“Ouvi dizer que foi você quem conseguiu parar Astroa.”
“O quê?”
“Eu ouvi. Expor o laboratório e os narcóticos escondidos no porão da Torre Mágica eram na verdade suas façanhas.”
“Só quem disse isso…”

“Quem espalharia esses rumores ridículos?”

Riley estava prestes a perguntar isso, mas ele olhou para Nainiae. Ela só tinha um olho bom, mas seu olho aberto estava definitivamente direcionado para Riley.

“… Foi você?”
“…”
“Eu acredito que eu lhe disse para não dizer nada em qualquer lugar?”

Riley estava fora do banheiro, mas ele se virou e caminhou em direção a Nainiae.

Thump Thump

Riley estava se aproximando de Nainiae um passo de cada vez, e havia uma aura aterrorizante sendo emitida por ele. Priesia foi incapaz de continuar suas palavras. Em vez disso, tudo que ela podia fazer era respirar por ar.

“… Então o que você fez pode ser considerado como um ato de traição, certo?”

Porque Riley podia ver seu antigo eu da vida passada nela, e porque isso provocou simpatia em sua mente, Riley não avisou Nainiae com uma aura mortal como a que ele tinha feito com Aploc.

“Você tem certeza que tem alguma coragem incrível, ou você não sabia que isso iria acabar assim?”

Se ele soubesse que ela ia causar um acidente tão grande assim, Riley não a teria deixado viva.

“… Kuk!”

Riley agarrou Nainiae pelo pescoço e imediatamente empurrou e pendurou-a contra a parede do banheiro.

“Quem mais sabe sobre isso?”

Com o pescoço erguido por Riley, Nainiae agarrou seu braço com os olhos mal abertos.
Suas pernas, que estavam se contorcendo no ar, pararam de se mover antes que alguém notasse.
Logo, Nainiae começou a se esforçar para soar sua voz enquanto olhava para Riley.

“Essas não… não foram minhas ações…”

As sobrancelhas de Riley se enrugaram.

“…?”
“Porque eles não foram minhas ações… O que aconteceu na Solia Inferior… ou descobrir as coisas no porão da Torre Mágica… Porque eu só assisti você. Porque eu não mereço os créditos. É por isso…”

Tudo o que Nainiae achava era que aquele que deveria ser recompensado era alguém diferente de si mesma.
Ela não suportava o fato de que a pessoa que deveria ser creditada pelas ações não receberia nenhuma recompensa, e também não podia acreditar que era ela, apesar de não ter feito muito, que receberia todas as recompensas.

“…”

Tendo ouvido Nainiae lentamente expressar suas razões pouco a pouco, o aperto de Riley em seu pescoço tornou-se mais fraco.

“Kuk! Kuhuk! Kuhuk!

Com o pescoço agarrado por Riley, Nainiae foi erguida no ar contra a parede. Agora, com o aperto dele enfraquecido, ela deslizou, caiu de joelhos e começou a tossir.

‘…’

A expressão no rosto de Riley ficou amarga.
Foi porque o que Nainiae disse antes era tão parecido com o que ele havia dito em sua vida passada.

“…Por favor, não se preocupe.”

Quando a aura sufocante de Riley diminuiu um pouco, Priesia, que mal conseguia respirar novamente, abriu cuidadosamente a boca.

“Eu sou a única que ouviu de Nainiae.”

Riley lentamente virou a cabeça e olhou para Priesia.
Parecia que ela estava dizendo a verdade. Riley não podia ver ou sentir a presença de nenhum cavaleiro ou sacerdote próximo que deveria estar a protegendo.
Embora ele não pudesse saber, ele imaginou que todos no Templo Sagrado deviam entrar em pânico desde que a sacerdotisa desapareceu de repente.

“Nesse caso, o que foi aquilo?”

Riley apontou o dedo indicador para o lado de fora do banheiro, em direção à arena.
Ele estava falando sobre o príncipe Daniel.

“Eu não mencionei nada sobre seus ‘poderes’. Eu acabei de informá-los sobre suas boas ações. Inicialmente, eu ia informar o castelo sobre tudo o que ouvi de Nainiae, incluindo sua força, mas …”

Priesia olhou para Nainiae, que ainda não conseguia parar de tossir.

“Nainiae rejeitou isso. Ela insistiu que eu mantivesse isso em segredo.”

Com os olhos apertados, Riley olhou para Priesia.
Parecia que ela ainda estava desconfiada de como a atmosfera de Riley mudou repentinamente em um piscar de olhos mais cedo. Seu tom de voz era um pouco mais cauteloso do que antes.

“Jovem mestre. Independentemente disso, como Nainiae disse, parece que o fato sobre o seu incrível poder já foi comprovado.”

‘Devo apenas enterrar a todos? E se oque você fez no castelo levar a algo ainda mais incômodo?’

Enquanto ele atormentava seu cérebro, Riley perguntou a sacerdotisa como ele olhou para ela,

“Então?”
“É sobre aquele dragão que eu te falei antes.”

Mate o dragão por eles.
No final, o principal ponto que a sacerdotisa estava tentando fazer era exatamente isso.
Na verdade, para Priesia, provavelmente não era importante se Nainiae lhe contasse sobre Riley ou não.
Recordando sua experiência em sua vida passada, a sacerdotisa que Riley conhecia não se importava com termos ou condições. Não importa o que, uma vez que ela recebeu uma mensagem divina, a sacerdotisa que Riley conhecia de sua vida passada tinha uma tendência extrema a morder e nunca soltar.
Isso significava que, independentemente das habilidades de Riley, ela teria vindo e feito um pedido a ele sobre matar o dragão.

“Nós agradeceríamos muito se você pudesse por favor matar o dragão como a mensagem divina dizia…”

Embora Priesia continuasse, Riley não estava prestando atenção às palavras dela, nem mesmo com os seus ouvidos.
Em vez disso, tudo o que ele estava fazendo era apenas lembrar como ele agiu em sua vida passada.

‘Você poderia por favor segurar a espada sagrada? Por favor, salve-nos.”

Em sua vida passada, a um pedido de uma sacerdotisa para matar um lorde demônio, ele disse:

‘Sim eu vou fazer isso.’

O Riley na vida passada respondeu assim tão prontamente.

‘Nesse caso, e agora? Mesmo agora, devo responder assim?’

“Ha … Hahaha …”

Depois de se fazer a pergunta, Riley começou a rir.
Não foi certo por quanto tempo ele riu. O riso não durou muito tempo, mas Riley mal conseguiu conter o riso e disse:

“…Por que eu deveria?”

Riley respondeu com uma pergunta.

Por quê? Foi uma pergunta simples.

“…?”

Priesia inclinou a cabeça para o lado e explicou mais uma vez:

“Como expliquei antes, você recebeu uma mensagem da deusa Irenetsa. Então, o dragão…”
“Então, por quê?”

Riley perguntou de novo assim.

‘Por que eu tenho que fazer isso?’

“Eu não sou religioso. O que eu estou dizendo é que eu não acredito na deusa Ire oque quer que seja.”
“… ”
“ Para ser franco, mesmo que o mundo seja destruído amanhã, eu sou um desgraçado que não se importaria muito sobre isso.”

Parecia que Priesia não estava esperando que tal resposta saísse de Riley.
Em pânico, Priesia juntou as mãos e segurou-as com firmeza quando começou a tentar convencer Riley,

“Porque… você tem um grande poder.”
“Grande poder?”
“Você possui um grande poder, o suficiente para parar Astroa com um único golpe.”
“Poder, huh…”
“Eu ouvi de Nainiae. Isso não é tudo. O que você acabou de mostrar … eu me lembro claramente também.”

Parecia que ela estava falando sobre como Riley, por frustração, agiu com Nainiae, aquela que não manteve seu segredo.
Priesia continuou,

“Se você tem um grande poder, se você recebeu uma mensagem divina… então, certamente, você deveria estar usando seu poder para proteger as pessoas, não é?”

Clap
Clap
Clap

Riley lentamente aplaudiu quando ele balançou a cabeça e disse:

“Hum, essas são palavras magníficas.”

Riley continuou balançando a cabeça como se estivesse impressionado. Priesia pareceu aliviada. Foi quando o rosto dela começou a ficar mais leve.

“Ah … mas o que devemos fazer?”

De repente, Riley parou de concordar. Em vez disso, em uma voz mortal e violenta, Riley perguntou de volta,

“Eu não penso assim mesmo?”
“Oque? O que você … ”
“ O que você vai fazer se eu ainda disser não depois de tudo isso? ”

Riley deu um passo em direção a Priesia e começou a emitir sua aura. Era a aura semelhante a que ele mostrou para Nainiae anteriormente.

“I-isso é…”
“Você vai gritar para todos da cidade? Os dirá que o mais novo mestre da Casa Iphelleta tem poderes surpreendentes, mas tudo o que ele faz é apenas se divertir e fazer oque quiser?”

Em circunstâncias normais, ninguém teria acreditado em uma alegação sobre o Espada Preguiçosa Riley, o mais novo da Casa Iphelleta, sendo na verdade um incrível guerreiro de primeira classe.
No entanto, se o que fazia a declaração fosse a sacerdotisa, era possível que as coisas fossem diferentes.

“Ou você vai me seguir por toda parte e me incomodar?”
“…”
“Ao derramar seu poder sagrado em um corpo moribundo, dando bênçãos a um corpo amaldiçoado, você vai me forçar a lutar? Como você diz algo como, você é o escolhido que recebeu uma mensagem da deusa. Você não deve cair aqui?”

Priesia estava olhando para os olhos de Riley, mas seus ombros encolheram.
Seus olhos estavam cheios de raiva inacreditavelmente enorme.
Era pura raiva que incluía a angústia que era oprimida e retida dentro de Riley desde a vida passada.

“Deusa? Droga! Que besteira. Essa deusa deve ter seus olhos virados na direção errada. Ela acha que sou algum tipo de ferramenta. Ela está fazendo isso só para me fazer trabalhar e se aproveitar de mim novamente, não é mesmo? Ela não sabe que isso é uma violação total da Lei de Normas Trabalhistas? Que loucura… Na minha vida passada, até mesmo os chefes horríveis que eram chamados de filhos da puta não teriam sido tão ruins assim.”

Lei de Normas Trabalhistas?

Priesia não tinha como entender todas as palavras ásperas e cruas que saíam da boca de Riley, mas ela não ousava perguntar o que ele queria dizer com aquilo.
Era porque a aura mortal, do tipo que a fazia temer que uma palavra errada pudesse resultar em perder a cabeça, poderia ser sentida de Riley.
Tudo o que ela podia fazer no momento era olhar para Riley se aproximando dela enquanto tremia de medo.

“Tudo bem … vá em frente. Exponha o meu segredo ou siga-me por aí. Quando você fizer…”

Riley aproximou o rosto de Priesia e avisou. Sua mensagem de aviso foi carregada com sua aura mortal também.
Por causa de sua aura mortal, sem perceber, Priesia encolheu os ombros e deu alguns passos para trás.

“… Então você estará ouvindo uma mensagem urgente de sua deusa dizendo que você precisará encontrar um bravo guerreiro que possa me impedir.”
“…”

Quando o rosto de Priesia ficou frio e duro, Riley continuou.

“Eu não sei se realmente existe assim chamados deuses ou não, mas… entregue essa mensagem a sua deusa. Não, talvez ela esteja assistindo de algum lugar.”

Para a deusa que deve ter um problema sério com sua visão, a mensagem de vídeo que Riley estava enviando tinha uma mensagem simples.

“Apenas me deixe em paz. Deixe-me descansar um pouco agora.”

NÃO

Sua mensagem de resposta também pode ser resumida nessas três letras.

“…”

Priesia ainda estava congelada. Deixando-a, Riley virou a cabeça.

“E você.”

Antes que alguém percebesse, Nainiae não estava mais tossindo e ela estava olhando para Riley.
Riley travou os olhos em Nainiae, abriu um sorriso e disse:

“Você. Vamos ter uma conversa, vamos?

Foi um sorriso aterrorizante que pareceu um aviso.

Comentários