Retornando Para Casa (Parte 2)

“Pelo que tenho ouvido, você voltou com uma magnífica medalha.”

Clap Clap

Lloyd caminhou em direção a Riley enquanto batia palmas. Ele abriu os braços, deu um abraço apertado em Riley e deu um passo para trás.

“Que tal mostrar ela ao seu irmão mais velho também? Eu estou falando sobre essa medalha.”

Com as mãos na cintura, em uma pose cheia de confiança, Lloyd olhou para Riley.
Parecia que ele não poderia se importar menos com Nainiae que estava seguindo atrás de Riley.

“Humm? Por que você está agindo assim?”

Como Riley ficou lá com um olhar vazio, enquanto suprimia sua expressão que queria dizer que era um incômodo, Lloyd começou a olhar para Riley como se ele estivesse preocupado com ele.

“Por acaso… Não é como se as notícias sobre a medalha fossem mentiras ou qualquer coisa, certo? Meu irmãozinho nunca faria isso! Não é?”

Lloyd perguntou aos servos que estavam de pé ao lado em uma linha.
Porque os servos estavam aqui desde o começo para receber Riley, eles já viram a medalha de Riley. No entanto, apesar disso, os servos se poupavam de falar qualquer palavra e apenas olhavam para os ombros.
Foi porque ficaram sabendo do segredo público que os dois estavam competindo para serem o herdeiro da Casa Iphelleta.

“Agora, apresse-se!”

Lloyd imediatamente estendeu uma das mãos dele.
Seu gesto estava dizendo para se apressar e trazer a medalha.

“… Ha ~ ah.”

Riley suspirou baixinho.

“…”

Nainiae olhou de um lado para o outro entre Riley e Lloyd. Logo, como se ela percebesse que o jovem mais velho de cabelos loiros não era uma boa pessoa para Riley, ela estreitou os olhos.

<Não faça isso>

Nainaie ia dar Lloyd um tiro de sua magia, do tipo que não vai exigir-lhe para recitar um feitiço e tudo o que tinha a fazer teria sido apenas concentrar sua mana. Ela iria prepará-lo em segredo e atirar, mas ela podia ouvir a voz de Riley em sua cabeça.

‘Por quê?’

Nainiae moveu seu olho e olhou para Riley de lado.
Ela não conseguia descobrir exatamente o que ele estava pensando, mas havia um pouco da expressão em seu rosto que mostrava que ele estava achando tudo isso um incômodo. Isso era certo.
Então, para ter certeza de que ela não acabaria ficando no caminho de Riley, ela guardou a mana que ela focou e decidiu apenas observar silenciosamente a situação.

“Sim. Bem … eu vou mostrar para você.”

Riley colocou a mão no bolso novamente e trouxe a medalha.
Foi uma medalha de ouro com a insígnia de Solia gravada nela.
Foi certamente a medalha que Daniel, o príncipe de Solia, concedeu a Riley.

“…Oh oh oh?”

Agora que ele estava olhando para a medalha em pessoa, os olhos de Lloyd se arregalaram.
Parecia que ele nunca pensou que Riley realmente traria uma medalha.

“Essa é a medalha que você recebeu daquele velho?”

Como Lloyd olhou para a medalha, que foi moldada como a única pendurada no escritório de Stein, ele estreitou os olhos como se ele ficou desconfiado e perguntou:

“Como devo dizer isso … eu acho isso … bastante surpreendente.”
“…?”
“Ah ah. Não me entenda mal. É só que não consigo imaginar como você teria feito isso. Acho difícil acreditar que você a recebeu.”

Lloyd disse enquanto acenava com a mão e sorria.
Observando Lloyd, a paciência de Nainiae atingiu seu limite. Ela franziu o rosto.
Era difícil para ela ficar parada quando Lloyd estava zombando de Riley sobre suas realizações.

“…”

Os servos que vigiavam o segundo filho e o mais novo da casa também estavam encharcados de suor frio.
Claro, essa não foi a primeira vez que Lloyd zombou de Riley por ele ser preguiçoso, mas eles estavam preocupados porque a situação agora era um pouco diferente.

“Tudo bem fazer isso?”

Eles estavam pensando isso.
Não importa como as coisas levaram Riley a receber a medalha, foi uma medalha de honra que foi concedida a ele pela realeza.
Lloyd duvidando da medalha que Riley detinha também poderia implicar que ele estava duvidando do julgamento da realeza do Castelo de Solia. Essa foi a razão para as preocupações dos servos.

“Por acaso, por favor, você pode me explicar? Como você conseguiu a medalha?”
“…”
“ Hm. Eu me pergunto por que você não pode simplesmente responder? É frustrante. Riley, por acaso, você…”

Ouvindo a provocação de Lloyd, como ele estava desfazendo o fim de sua frase enquanto estreitava os olhos, Riley abriu a boca,

“…Irmão mais velho.”
“Humm?”

Riley estava segurando a medalha na palma da mão e esticou a mão para Lloyd para mostrar a ele. Agora, Riley lentamente pegou a medalha.
Riley segurou a ponta da cauda da medalha com o polegar e o indicador e balançou para a esquerda e para a direita na frente do rosto de Lloyd como se estivesse realizando hipnose.

“Se você gosta tanto dela, eu devo da-la a você?”
“O que?”

Em um tom descontraído, com um sorriso, Riley fez a proposta.
Com isso, não apenas Lloyd, mas os servos, que também os vigiavam, fecharam as bocas sem sequer conseguirem emitir sons ofegantes.

“É só que você parece que realmente quer te-la.”

Riley trouxe de volta a medalha, que ele estava balançando levemente, perto do rosto. Observou atentamente a medalha de Solia e, como se estivesse entediado, segurou-a na direção de Lloyd e disse:

“Para mim, é um incômodo tê-la de qualquer maneira.”

A expressão no rosto de Riley estava tingida de aborrecimento.
Ouvindo o tom de voz de Riley, que parecia que ele estava dizendo que Lloyd deveria ficar com a medalha se ele realmente quisesse ela.

“Você…”

Lloyd parecia estar duvidando das palavras de Riley. Ele moveu a mão em direção à medalha que estava balançando na mão de Riley.
Parecia que uma leve convulsão de sua mão estava expressando como ele estava se sentindo por dentro.
Foi quando a mão dele estava a cerca de uma mão de distância de alcançar a medalha.

“Bem, se você não a quiser, então não pode ser ajudado.”
“…?!”

Riley pegou a medalha e prontamente a guardou.
Com uma expressão vagarosa em seu rosto que afirmava que ele tinha momentos e nervos de sobra, Riley estava levantando os cantos da sua boca.
Observando isso, Lloyd finalmente percebeu que Riley estava balançando a medalha para zombar dele.

“Seu… seu desgraçado… Como se atreve…”

O fato de ele ter sido ridicularizado por Riley, e não por outra pessoa, parecia insuportável para Lloyd.
Lloyd estava prestes a estender o braço e agarrar o pescoço de Riley. Naquele momento,

“… Lloyd.”
“… Kuk.”

Stein, que estava conversando com Iris até agora, caminhou em direção aos dois irmãos e parou-o.

“Isso é o suficiente.”
“Sim, eu entendo.”

Ouvindo a ordem do seu pai, Lloyd apertou os dentes internamente, cuidou da expressão em seu rosto e baixou lentamente a cabeça.

“Ah”

Empurrando a raiva para dentro, Lloyd levantou a cabeça, ele apenas baixou e notou Iris, que estava colada ao lado do seu pai. Lloyd arqueou levemente a sobrancelha enquanto abaixava a cabeça novamente.

“Lady Iris, você teve uma agradável visita a Solia?”
“Obrigado por sua consideração, jovem mestre Lloyd. Graças a você, fizemos uma boa viagem.”

Iris respondeu à saudação de Lloyd, tocando levemente o queixo com a mão. Ela imediatamente virou a cabeça para Riley e entregou a ele “por que você não se despede agora” com seu olhar.

“Eu vou indo agora.”

De acordo com a boa vontade de sua mãe, Riley, que acabou de colocar a medalha no bolso, entrou na mansão.

“Jovem Mestre Lloyd, você esteve bem?”
“Ah, sim.”

Para desviar o olhar de Riley, Iris perguntou como Lloyd estava.

“Na verdade o meu manejo de espada está melhorando diariamente. Lady Iris, seria difícil para você acreditar, porque você tem Riley, mas agora, além do pai e irmão mais velho, não há ninguém na casa que possa me vencer…”

Com o queixo todo para cima, como se estivesse se gabando de si mesmo, estava saindo de si enquanto caminhava, mas, de repente, quando pisou na superfície polida da entrada da mansão, começou a escorregar.

“Alguém lubrificou o chão ou algo assim?”

Pelo menos, como ele estava se movendo parecia que não era por sua intenção.

“… Uh? Uu uh?”

Depois de perceber que a superfície estava excessivamente escorregadia, Lloyd começou a acenar as mãos no ar de forma caótica.

‘Que diabos? Por que o chão está assim?’

Desde a infância, ele tinha excepcionalmente bom senso de equilíbrio, portanto, não importava o quão escorregadio fosse o chão, se fosse como em qualquer outro dia, ele teria sido capaz de se equilibrar imediatamente. No entanto, por alguma razão, seu equilíbrio seriamente comprometido não voltaria tão facilmente ao seu estado estável.

“Uu uh!”

No final, até o momento em que ele caiu completamente, ele ainda não conseguiu recuperar o equilíbrio e,

“… Kek ?!”

Ele despencou com a bunda no chão de uma maneira embaraçosa.

“J-Jovem Mestre?”
“Você está bem?”

Tendo assistido Lloyd cair de uma maneira grandiosa, os servos que estavam de prontidão do lado rapidamente correram para ele e conferiram.

“… Puhaha!”

De uma distância bem distante, Sera observava tudo, como Lloyd continuava se gabando e caiu de repente depois de uma breve dança de luta. Ela não foi capaz de aguentar mais. Ela começou a rir.
Foi porque ela teve uma boa ideia de quem foi que fez isso acontecer.

“Caiu… Kuhuhu…”

Ela virou a cabeça e escondeu a boca com as mãos para que os outros não a vissem rindo.

“Kuhum!”

Olhando para Sera dando uma risada reprimida, Ian, que estava de pé ao lado dela, levantou levemente a mão e cutucou-a com o cotovelo.

“… Sera.”

Poke
Poke

Seu cotovelo bateu levemente no braço de Sera. Ian estava tentando repreender Sera para fazê-la parar de rir.

“Eu sinto muito. Kuhuhu…”

Sera mal continha sua risada. Com lágrimas em volta dos olhos, Sera virou a cabeça para a frente novamente.
Sera se forçou a pensar em assuntos deprimentes. Ela deu uma olhada rápida em Ian.
Acontece que Ian também estava tentando se impedir de rir. Ainda assim, seus músculos faciais estavam ocasionalmente se contorcendo em direção ao riso. O olhar em seu rosto era um espetáculo para ser visto.

“… Puhuhu!”

Sera começou a rir mais uma vez.

***

“Que desajeitado e embaraçoso.”
“Irmão mais velho, não foi assim que aconteceu. O chão estava um pouco estranho. Havia realmente algo…”
“Eu entendi. Entendi.”

Lloyd tentava se explicar enquanto esfregava a parte com a qual bateu no chão. Olhando para Ryan, que sorriu para ele gentilmente, como se estivesse tentando dizer que estava cedendo, Lloyd se encolheu.

“Então, como está Riley?”

Como se estivesse checando as coisas, Ryan perguntou quando ele virou a cabeça.
Lloyd encolheu os ombros e respondeu:

“Mesmo de sempre. Não havia muita coisa que mudou sobre ele. ”
“O mesmo de sempre, huh…”
“Olhos sem foco, palmas lisas, o jeito de caminhar que não tem força, e até como ele fala, já que ele não tem habilidades físicas … Tudo estava como estava. Parece que não haverá necessidade de se preocupar tanto. Ah, a propósito…”

Como Lloyd explicou, ele trouxe a parte que ele esqueceu que achou divertido,

“Ele trouxe uma garota estranha com ele.”
“Uma garota?”
“Sim. Sua presença era fraca e seu rosto era grotesco, então não olhei com cuidado. De qualquer forma, uma coisa certa é que ela é estranha. Isso me incomoda por dentro.”

Lloyd lembrou-se enquanto coçava a nuca.
Como ele disse, para ela, ela parecia muito estranha. Não estava bem em sua mente.
Não apenas a aparência dela, mas também a atmosfera dela.

“Hmm…”
“Embora eu não saiba o que viria disso, acho que a garota que está aqui só vai nos ajudar na competição do herdeiro. Não parecia que ela ia ser um obstáculo. Se ela é filha de um nobre, então talvez… Mas era difícil encontrar qualquer vestígio de nobreza na maneira como ela agia ou caminhava.”

Enquanto Ryan ouvia sua explicação, Ryan coçava seu queixo e assentia como se entendesse. Ryan disse:

“Parece que seria melhor se continuássemos a descobrir mais.”
“Sobre o que exatamente?”
“Estou falando daquela garota. Algo é suspeito sobre tudo isso. ”
“Mas irmão mais velho, essa garota é…”

Como se não estivesse bem com ele, Lloyd ia rejeitar, mas seu olhar se encontrou com o de Ryan, que parecia extremamente sério. Lloyd prontamente calou a boca.

“Riley, esse patife não é do tipo de mostrar oque pensa. Você também sabe disso.

Dinheiro? Sem interesse.
Poder? Sem interesse.
Mulheres? Sem interesse.

Além de ler livros ou descansar contra o tronco na sombra de uma árvore, seu irmão mais novo não tinha outros interesses particulares.

‘Ele trouxe uma garota que ninguém conhece na Casa Iphelleta? Além disso, não só uma garota, mas uma garota que tem uma aparência horrível?’

Era certo que ele tinha algo que ele estava planejando por dentro.

“Ele tem algo na manga. Isso não é uma questão que você deva simplesmente ignorar porque ela tinha um rosto feio.”
“Hum … eu entendo.”

Depois de ouvir a explicação de Ryan, como se também estivesse pensando que era plausível, Lloyd assentiu com a cabeça e respondeu.

“Eu vou descobrir por conta própria. Está bem então. Por que você não volta por agora?”
“Sim.”

Lloyd fez uma reverência e saiu do quarto.
Ryan, que estava sozinho em seu quarto agora, começou a mexer em seu queixo de novo.

“Uma medalha do castelo…”

Ele não sabia como Riley recebeu a medalha quando foi ao Castelo de Solia apenas para assistir ao torneio de esgrima.
No entanto, uma coisa certa era que isso era um sinal. Ryan estava preocupado. O plano de Ryan estava prestes a ser forçado a dar uma virada errada.

Comentários