Acendendo (Parte 3)

Os fogos de artifício de Rainfield começaram.

“… Wow.” 
“É tão legal!”

Boom!
Boom!

As pessoas aplaudiam toda vez que um fogo de artifício explodia. 

Riley também foi uma dessas inúmeras pessoas assistindo os fogos de artifício.

“…”

Todo ano, Riley vinha a Rainfield e assistia aos fogos de artifício decorando o céu para encontrar paz em sua mente. Contudo…

“É tão bonito.” 
“Wow, tem a forma de uma borboleta!”

Por alguma razão estranha, esse ano, ele não estava se sentindo bem.

“…”

Cortando a chuva, os fogos de artifício subiram para o céu e floresceram lindamente. Outros estavam elogiando os fogos de artifício, dizendo que eles eram lindos e magníficos. No entanto, não estavam deixando Riley animado. 

‘O que é isso? Por quê? Apenas por que?’

Boom!
Observando brilhantes fogos de artifício explodindo na frente dele, Riley se encolheu. 
Não foi porque os fogos de artifício eram brilhantes. 
Era apenas que sentimentos desagradáveis ​​estavam o esmagando.

“Estou aqui de férias, então por que é tão horrível?”

Riley sentiu como um mosquito que ele não matou por preguiça voltou a mordê-lo antes que ele fosse dormir. 
Boom! 
Um fogo de artifício decorou o céu coberto de nuvens escuras mais uma vez e iluminou os arredores. Riley se encolheu ainda mais.

“Ha …”

Figurativamente falando, a parte mordida pelo mosquito estava começando a coçar. 

“Nainiae.” 
“Sim, jovem mestre.”

Nainiae, que estava ao lado de Riley e assistindo os fogos de artifício, virou a cabeça para Riley e respondeu.

“É divertido?”

Riley, com um rosto desinteressado, perguntou se ela achava divertido assistir aos fogos de artifício.

“…”

Nainiae sentiu que deveria pensar cuidadosamente antes de responder. Com um olhar vazio no rosto, ela virou a cabeça em direção ao céu para olhar os fogos de artifício decorando o céu … e depois correntes de água caindo dos telhados dos prédios na área como cachoeiras.

‘Os fogos de artifício no caminho da cachoeira são incríveis. Posso dizer com certeza que é um dos cenários mais bonitos que já vi.’

Nainiae pensou sobre o que Sera disse sobre os fogos de artifício antes de ir a Rainfield. 
Segundo ela, a cena diante de Nainiae era certamente uma visão incrível de se ver e uma lembrança preciosa para se guardar.

“Posso ser honesta?”

Nainiae desviou o olhar dos fogos de artifício e olhou para Riley, que tinha um olhar vazio no rosto.

“Você não ouviu falar de Ian? Eu posso pelo menos dizer quando alguém está mentindo ou não.”

Riley respondeu com um tom um pouco irritado. Ele ainda estava olhando para o céu com um olhar desinteressado.

Boom! 
Boom!

Apesar dos fogos de artifício explodirem um após o outro, suas sobrancelhas levemente franzidas não estavam mostrando nenhum sinal de mudar seu ângulo.

“Será que eu tinha expectativas demais? Honestamente … não é divertido.”

Como se ele soubesse que ela ia dizer isso, Riley deu um sorriso.

“Entendo.”

‘Eu respondi errado?’

Nainiae encolheu os ombros e caiu em silêncio depois de perceber que Riley parecia com raiva de alguma forma.

“Por que não é divertido?”

Riley perguntou novamente.

“Não tenho certeza?”

Riley acreditava que ele deveria estar feliz e confortável desde que ele estava em uma viagem de férias. 
No entanto, quanto mais confortável estava, mais doente ele se sentia. Foi extremamente desagradável.

“É porque eu não sabia que algum idiota ia fazer uma coisa incrivelmente idiota que estava além de um mero idiota?”

Assistindo os fogos de artifício, Riley murmurou.

“Eu não posso ter certeza que pequenos insetos voando na frente dos meus olhos me morderiam mais tarde ou não. Eu não sou um cartomante.” 
“… ”

Da sua voz calma, Nainiae sentiu como se estivesse assistindo a um predador mortal que teve seu sono perturbado. Nainiae engoliu em seco.

“Se eu matar o inseto, então eu tenho que lavar a minha mão suja, e eu não queria passar pelo processo nojento. Então, eu não fiz nada, mas…”

Riley balançou as sobrancelhas e continuou.

“… se aquele idiota me morder?

Riley estava explicando por que as férias rapidamente não se tornaram divertidas para ele. Ouvindo sua explicação, e sentindo o frio vindo de Riley… Nainiae não pôde fazer nada além de segurar a respiração.

* * *

Boom… 
Boom…

No meio dos fogos de artifício, ouviram-se sons de lanças cortando ou cadáveres se movendo.

“Como eu pensei, você é incrível! Sua espécie é realmente incrível! Eu posso sentir totalmente que você é humano, mas não humano!”

O homem de capa preta abriu bem os olhos e observou o garoto lutar contra os cadáveres.

“Hm… eu acho que isso não será suficiente. Que tal eu aumentar o número para você?” 
“Seu desgraçado… ”

Em um único golpe, o garoto girou a lança e cortou os braços de três cadáveres em direção a ele. Basilisco contava cada vez mais o número de cadáveres e afiava os olhos.

“Meu pai … meu pai !!”

Basilisco perfurou a camada de cadáveres que protegiam o homem de capa preta. Basilisco empurrou a lança em direção ao homem com toda a sua força.

“Ah … que ingrato …”

Apesar da ponta da lança vindo em sua direção, o homem estava olhando calmamente como sempre. 
Parecia que o homem sabia que a lança nunca iria alcançá-lo.

“Kuk ?!” 
“… Guuurrrr.”

Era porque havia um guarda-costas durão ao lado dele. 
Um cadáver cuja pele ficou preta. 
Era o pai de Basilisco.

“Não importa o quanto você queira vingança, pensar que você levantaria sua lança contra seu pai…”

A lança do pai de Basilisco bloqueou sua lança. Em pânico, os lábios de Basilisco estavam tremendo. O homem de capa preta riu.

“Que ingrato!” 
“Ugh!!” 
“Guuuu…”

Basilisco se perguntou como poderia um cadáver ser tão forte. 
A lança que Basilisco tinha contra o pai estava tremendo. Ele gradualmente começou a ser empurrado para trás. O rosto de Basilisco franziu.

“Kuk!” 
“Você se atreve!”

Wheec! 
Puk…

Como se alguém percebesse que Basilisco estava em perigo, uma flecha foi atirada de um ângulo alto e perfurou o braço do cadáver.

“Gurrr ?!”

Foi Rorona.

“Rorona !!”

Basilisco ficou chocado ao ver uma flecha presa no braço do seu pai. Ele abriu os olhos e rapidamente se virou para Rorona para gritar o nome dela.

“Comandante! Recomponha-se! Nosso ex-comandante já morreu!”

Rorona gritou com tudo dos seus pulmões para cortar o som da chuva e aconselhar Basilisco.

“Ah ha, então é aí que você estava?”

Percebendo a voz, o homem de capa preta gerou várias dúzias de flechas de gelo acima de sua cabeça e começou a atirar elas uma a uma em um intervalo.

“Tsk!”

Toda vez que ela tentava apontar uma flecha, outra flecha de gelo vinha até ela. Rorona encolheu-se e rapidamente se escondeu em um prédio.

“Arqueiros são assustadores, especialmente os habilidosos que poderiam carregar a flecha com mana.”

Arqueiros eram como arqui-inimigos para os magos. Tendo suprimido a ameaça até certo ponto, o homem de capa preta encolheu os ombros.

“Quanto ao seu outro companheiro… Hum… parece que eles estão ocupados dançando.”

Havia três mercenários do Pedregulho Relâmpago lutando contra o mago negro.

“Kuk!”

Basilisco, Rorona e Isen eram considerados guerreiros altamente qualificados, não importando onde estivessem ou que tipo de padrões fossem usados ​​para julgar suas habilidades. No entanto, o adversário era um mago negro que estava levantando incontáveis ​​hordas de cadáveres do chão.

“Comandante! Nesse ritmo, nos seremos cercados! Acho que devemos recuar!”

Isen, que estava lutando contra os cadáveres que o mago negro levantou, estava com o rosto coberto de suor enquanto gritava.

“… Mas!”

Basilisco respondeu com a voz frustrada

“Mas meu pai!” 
“Comandante!!”

Observando os três gritando um para o outro, o homem de capa preta começou a contrair os ombros como se não pudesse mais segurar.

“Hu … Huhu … Uh huhuhu!”

A risada depreciativa do homem de capa preta ateou fogo em Basilisco. Basilisco, com seus olhos de cobra, olhou para o homem de capa preta.

“Rapaz, seus companheiros estão certos. Seria sem vergonha da sua parte fugir quando você tem o seu pai na sua frente, mas apenas vocês três não serão o suficiente para me derrotar.”

“Quem não pode derrotar quem?”

Basilisco começou a cerrar os dentes.

“Você. Você pode atacar seu pai?” 
“Essa boca … Se você não calar essa boca…”
“Que ingrato?”

O homem de capa preta riu novamente. 
Observando-o, Basilisco não aguentou mais. Ele avançou.

“Essa boca …” 
“Comandante! Não! Pare!”

Parecia que o fósforo estava queimado até o fim. 
Basilisco avançou em direção ao homem de capa preta como um foguete de fogos de artifício. Ele concentrou todos os seus sentidos na ponta da lança. 
O alvo era o pescoço do homem de capa preta rindo.

“… Cale-se!!”

Parecia que Basilisco não seria capaz de resolver sua fúria a menos que ele perfurasse o pescoço do homem de capa preta naquele instante.

“Ah, que ingrato.”

Puk… 
A lança de Basilisco perfurou o pescoço. 
Para ser preciso, era o pescoço de um cadáver.

“…” 
“Gu… ughuk.” 
“Pai…?”

A lança de Basilisco só perfurou o pescoço do pai morto, não o alvo pretendido.

“…”

Basilisco ficou chocado. Ele estava petrificado lá com um olhar vago no rosto. Percebendo isso, Rorona e Isen gritaram.

“Comandante!”
“Comandante! Desvie!!”

Parecia que a batalha estava decidida. 
O mago riu quando ele olhou para Basilisco, que estava lá com um olhar vago. Tendo completado o feitiço, o mago ergueu a mão direita.

“Martelo de Ar.”

Junto com uma sensação de ar denso correndo em direção a ele … Basilisco foi atingido por algo e foi levantado para o ar.

“Comandante!!”

Perfurando através do som da chuva que enchia os ouvidos, havia um som claro de algo sendo esmagado. 
Certamente foi o som do braço direito ou dos ossos do ombro de Basilisco sendo esmagados.

“… Ugh.”

Splash! 
Atingido pela magia, Basilisco levantou-se no ar por um momento e depois caiu na poça.

“Isso … Deus, droga!”

Isen e Rorona decidiram ignorar os cadáveres e as flechas de gelo e correram para onde Basilisco estava.

“Comandante!” 
“Comandante!”

Felizmente, parecia que Basilisco ainda estava consciente. 
Basilisco, que caiu no chão de costas, ouviu as vozes de seus companheiros. Ele se esforçou para levantar a cabeça.

“Ku, ugh …”

Infelizmente, parecia que o dano do seu último duelo com a empregada doméstica de uma casa de um conde empilhou-se com esse para mordê-lo … Seu braço direito estava praticamente imobilizado.

“Bem, esse é provavelmente o limite para todos vocês.”

O homem de capa preta fez um gesto com a mão, e os cadáveres que estavam indo em direção ao grupo de Basilisco pararam. Os cadáveres recuaram lentamente.

“É por isso que é necessário. Para a eternidade…”

O homem de capa virou a cabeça para olhar o céu que estava chovendo. De repente, ele abriu os braços para o céu.

“Você não viu que seu pai estava gostando?

Devido à dor, Basilisco não foi capaz de falar. 
Não era certo se era gotas de chuva ou lágrimas que fluíam em suas bochechas… O rosto do garoto era uma bagunça completa a ponto dele não poder mais se encolher.

“O momento tem chegado … A preparação está pronta.”

O homem sob a capa preta deu uma olhada e disse.

“… O que?”

Rorona e Isen, que apoiavam Basilisco, franziram as sobrancelhas, sem acreditarem. Eles não esperavam que o mago completasse a preparação tão rapidamente.

“Agora, apenas a eternidade restará nessa cidade.”

O homem de capa preta estava de braços abertos para o céu. 
Ele era a própria definição de um louco.

“Além disso, estaremos um passo mais perto do nosso desejo de vida.”

Não parecendo um louco, o rosto do homem de capa preta estava cheio de esperança. Olhando para o céu, ele começou a contar.

“Três segundos a partir de agora.” 
“…” 
“…” 
“…”

Tendo ouvido o termo, três segundos, os rostos do grupo de Basilisco ficaram pálidos. 
Eles sabiam que a essa hora, especialmente perto do caminho da cachoeira, havia muitas pessoas assistindo aos fogos de artifício.

“Pare…”

Basilisk lutou para se levantar e resmungou.

“2 segundos”. 
“Por favor…”

Basilisk pensou nas inúmeras pessoas que seriam transformadas em cadáveres ambulantes. Eles nunca seriam capazes de fechar os olhos confortavelmente após a morte. Basilisco começou a sacudir a cabeça para a esquerda e para a direita.

“1 segundo.” 
“Pare…”

O homem gritou em êxtase cheio de voz,

“Agora!”

Três segundos se passaram e houve silêncio.

“…?” 
“…?”

Ninguém foi capaz de dizer nada. Nem o homem de capa preta, nem Basilisco e os outros.

“Tudo parece ser o mesmo?”

Embora três segundos se passaram e mais tempo se passou desde então, não havia sinal de que algo estivesse acontecendo.

“…”

Acima de tudo, estava quieto. 
Era estranho não ouvir o som que deveria estar lá naturalmente.

‘Hã?’

Basilisk estava olhando vagamente para o homem de capa preta, mas ele podia ver uma gota de chuva.

“A chuva é …”

Lentamente … 
As gotas de chuva pareciam quase paradas em vez de caírem. Não havia mais o som da chuva.

“O som da chuva …”

No meio do silêncio que veio quando o som da chuva parou … Basilisco murmurou vagamente,

“… Ah.”

Ao mesmo tempo, alguém quebrou esse silêncio.

“Você estava aqui?”

A voz era … apesar da atmosfera sufocante, a voz transbordava de confiança.

“Essa voz é?”

Soava como uma voz que ele ouviu antes. Basilisco vagamente virou a cabeça e olhou para o homem.

“… Eu encontrei você. Seu inseto.”
“…?”
“Você… é? ”

Junto com a chuva parada, um jovem mestre de uma casa da nobreza fez uma aparição. 
Seu rosto estava cheio de aura mortal.

Comentários