iLivro

Está na Hora

O final do verão passou e o início do outono chegou.

Alguns dias depois de Nainiae partir, as pessoas da mansão se acalmaram um pouco. Lloyd, que estava andando sozinho no corredor, tinha um olhar sério no rosto.

‘Se controle, Lloyd. Essa moça vai morrer de qualquer maneira.’

Alguns dias atrás…

O irmão mais velho de Lloyd, apenas observou Nainiae tossir sangue no corredor. O olhar no rosto de Ryan não poderia ser mais cruel. Lloyd estava pensando naquele momento.

“Foi isso mesmo?”

Naquele dia, Lloyd achou que deveria salvar a empregada. Lloyd estava agonizando se ele estava realmente errado naquele dia.

‘Se nosso pai estivesse aqui … Nosso pai teria definitivamente…’

O pai de Lloyd…

Conde Stein Fin Iphelleta.

Lloyd tinha certeza de que o conde pensaria o mesmo que Lloyd.

A Casa Iphelleta era esse tipo de casa.

Lloyd tinha certeza de que salvar Nainiae era a resposta certa.

Nesse caso, não há problema em pensar que meu irmão mais velho estava errado?

Naquele dia, Ryan deu um tapa no rosto de Lloyd e disse para ele apenas observar e deixar a garota morrer. Pensando na voz de Ryan, o rosto de Lloyd se encolheu.

‘Não. Meu irmão mais velho sempre faz as escolhas certas … Ele não poderia estar errado. Sua escolha deve ter sido a correta.’

Lloyd cresceu sempre seguindo os passos do seu irmão mais velho.

Para Lloyd, Ryan sempre estava certo, e Ryan sempre foi legal, e magnífico.

Do ponto de vista de Lloyd, Ryan era mais um pai para ele do que Stein, o verdadeiro pai de Lloyd. Pensando em Ryan, Lloyd mordeu os lábios ao pensar que sua própria conclusão estava correta.

“É pelo bem da nossa mãe.”

Foi por sua mãe, que foi expulsa da mansão enquanto era falsamente acusada de atos ruins. Lloyd pensou em sua mãe, mas de repente parou de andar.

“Falsamente acusada de…”

‘Falsamente acusada?’

Lloyd não conseguiu terminar a frase.

Ele estava bem ciente do que aconteceu durante a última primavera.

“…”

Naquela época, ele acreditava que devia ter havido algum mal-entendido. No entanto … olhando para trás agora, ele não pôde deixar de ter um ponto de interrogação flutuando.

“Não, não, Lloyd! Não pense nisso!”

Ele estava com dor de cabeça. Foi pulsante. Ele balançou a cabeça com força e se livrou dos pensamentos inúteis. Ele começou a andar novamente.

Ryan disse que eles deveriam apenas assistir e deixar uma garota morrer.

Sua mãe tentou fazer Iris comer sopa envenenada.

Lloyd acreditava que aquilo não era errado.

Ele acreditava que todos eles tinham motivos.

“Meu irmão fez isso pela sucessão. Minha mãe fez isso por nós. Deve ser por isso … Deve ser…”

Dizê-los pela boca estava fazendo Lloyd sentir que as razões eram ainda mais ridículas. Lloyd tinha uma expressão descontente no rosto. Ele lentamente virou a cabeça e olhou pela janela.

‘… Riley.’

Ele podia ver o jardim pela janela.

Riley, o terceiro filho da casa Iphelleta, parecia sonolento. Ele estava todo estirado na cadeira enquanto se sentava com o convidado. Os olhos de Lloyd baixaram de repente.

***

A brisa fresca soprava no jardim.

Houve um arcebispo que veio visitar Riley. Com o homem sentado na frente dele, Riley continuou bocejando, grande o suficiente para se perguntar se ele iria rasgar sua boca de abri-la demais. Não era certo se Riley estava ouvindo o que o homem estava dizendo.

“… Então?”

“Ah, sim … Então, agora que é outono, eu estou recomendando que você venha visitar Solia para as férias com frequência.”

“Para Solia?”

Até recentemente, Rebethra estava dizendo coisas indiretamente. Agora, ele estava diretamente pedindo a Riley que viesse a Solia.

“Por causa desse dragão?”

Com olhos sonolentos, Riley, desinteressado, perguntou sobre o dragão na profecia.

“O que?”

“Parece que sim. Você está me pedindo para vir a Solia por causa do dragão que a Sacerdotisa mencionou?

“Ah não! Não é por isso! De jeito nenhum. Ha ha!”

Mais uma vez, Rebethra trouxe inúmeros presentes caros. Ele entregou as caixas para Riley e sorriu como um bom homem enquanto continuava.

“Ainda assim, é verdade que a Sacerdotisa quer ver você. Por favor, venha para passar algumas férias e a veja apenas uma vez. Para ela, você é o único que pode ser considerado um amigo de sexo oposto.”

Rebethra disse isso com amargura.

Ele estava dizendo as palavras com um olhar em seu rosto como se ele fosse culpado de alguma coisa. Riley percebeu que o homem estava obviamente fingindo. Riley pressionou as costas na cadeira e balançou as sobrancelhas.

‘O fingimento desse cara é de primeira classe. Andal teria se apaixonado por isso.’

Andal…

Ele era a existência que todos no Templo Sagrado de Solia, incluindo Rebethra, temiam por causa da profecia da Sacerdotisa.

Riley não tinha certeza se o dragão na profecia realmente era Andal. Independentemente disso, Riley estava certo de que Rebethra estava tentando fazer com que Riley viesse a Solia por causa da profecia.

“… Ha ha. Isso é interessante.”

Riley, que estava apenas olhando para Rebethra, começou a rir.

“… O que é?’

“É só que… eu acho tão engraçado que a Sacerdotisa disse que quer me ver.”

“Eu a ameacei assim da última vez, mas ela quer me ver?”

Riley estava certo de que Rebethra estava mentindo, e isso foi engraçado para ele. No entanto, essa não foi a única razão pela qual Riley estava rindo.

‘Um dragão…’

A existência que as pessoas do Templo Sagrado de Solia estavam temendo estava certamente se entregando ao trabalho de mestre e aluno agora mesmo em algum lugar em uma montanha desconhecida.

‘Ele até entregou a administração do bar ao espírito guardião. Andal certamente é muito leve. Deve ser conveniente ser um dragão.’

Riley estava sorrindo como se significasse alguma coisa. Sem saber a razão por trás do sorriso, Rebethra coçou a cabeça e disse cuidadosamente:

“Eu estou te dizendo a verdade.”

“Tudo bem. Entendi.”

Riley olhou para a xícara de chá na mesa, que estava ficando mais fria. Ele pensou na empregada que deixou a mansão.

Essa patife. Eu me pergunto o que ela está aprontando agora?

Riley se perguntou como seria se Nainiae estivesse aqui. Ele se perguntou se ela teria usado magia em segredo e mantido o chá quente. Enquanto Riley estava pensando sobre isso, ele ouviu passos atrás. Soavam urgentes. Riley virou a cabeça.

“… Jovem mestre!”

A voz familiar continha urgência como o som dos passos.

“Sera?”

Tendo encontrado a empregada em pânico, Riley inclinou a cabeça de um lado para o outro e perguntou.

“Jovem Mestre, algo terrível aconteceu! ”

“Terrivel?”

Embora houvesse Rebethra, um convidado, presente no jardim com Riley, ela estava agindo assim. Isso significava que algo grande aconteceu.

“Isso é… o … o conde!”

***

Foi no escritório de Stein.

Riley se sentou na frente de Stein enquanto balançava as sobrancelhas, imaginando o que era aquilo.

“Conte … por acaso … você encontrou o braço que foi jogado fora?”

Rebethra, que por acaso estava lá hoje como convidado, olhou para o ombro de Stein. Parecia bastante vazio sem um braço.

“…”

Stein baixou a cabeça em silêncio como resposta. Rebethra, com um olhar triste e desapontado no rosto, continuou e disse:

“Será difícil sem um braço.”

“Você está dizendo que será impossível, certo?”

“Eu sinto muito.”

“Está tudo bem. Eu já ouvi sobre isso, então eu estava esperando essa resposta. ”

Stein disse a Rebethra que ele não precisava mais olhar para o ombro como uma forma de dizer a ele para se despedir. Agora, encarando seus três filhos, Stein disse:

“Isso é o que aconteceu.”

Ele não podia mais usar o braço.

Stein Fin Iphelleta, o pai dos três, disse isso. Tendo ouvido as palavras, cada um dos rostos dos filhos mudou de forma diferente.

“Quem ousou fazer isso ao braço do nosso pai…”

Ryan, o primeiro filho, franziu o rosto em fúria.

“Pai, você está… realmente tudo bem?”

Lloyd, o segundo filho, preocupado com um olhar de descrença no rosto.

“…”

Riley, o terceiro filho, ficou em silêncio. Ele parecia relativamente calmo.

“Quem fez isso?”

Ryan, de frente para seu pai, perguntou quem foi quem fez isso. Stein, usando o braço restante, tirou um papel enrolado e colocou-o em cima da mesa.

“No campo de batalha, encontrei um mercenário.”

Stein falou sobre o mercenário desenhado no papel. Imediatamente, o olhar de Ryan se voltou para Riley.

“Você está falando sobre um mercenário?”

Um dos servos de Riley era um ex-mercenário. Além disso, os convidados na mansão agora, o grupo de Nara, eram mercenários. Essa foi a razão.

“Suficiente. Você acha que eu voltei para ver meus filhos brigando um com o outro?

“Mas, pai … Essa é uma questão delicada…”

“Ryan”

Com um gesto com a mão, Stein olhou para Ryan. Ele chamou o nome de Ryan para sugerir que ele deveria desistir.

Ryan, parecendo que estava desistindo, abaixou a cabeça.

“… Sim.”

“Por acaso, vocês conhecem um mercenário que é famoso por … sua força monstruosa?”

Tendo ouvido a pergunta, as sobrancelhas de Riley ficaram deformadas.

Foi porque Riley conhecia um.

Ele não conhecia apenas um. Ele o encontrou.

Riley estava certo … que durante o caminho de volta de Rainfield …

“Não, eu não tenho certeza.”

“Nem eu…”

“…”

Ryan e Lloyd disseram que não conheciam. Riley, que estava no meio de organizar seus pensamentos, apenas manteve seu silêncio e olhou para Stein nos olhos.

“Eu encontrei um homem chamado Kabal do grupo Mercenário Kabal.”

Riley lembrou o nome. Suas sobrancelhas se contraíram mais uma vez.

“Ele é bastante habilidoso, mas não posso dizer que ele tenha habilidade suficiente para me fazer perder o braço.”

Lloyd, com um olhar confuso, abriu a boca para perguntar:

“Então, como isso aconteceu? ”

Stein era um espadachim que representava Solia.

‘Como meu pai perdeu o braço? Como poderia a espada da Casa Iphelleta ser quebrada?

“Força.”

Stein respondeu diretamente.

“Força…?”

“Sua força monstruosa era de alguma forma anormal. Enquanto trocava golpes com armas, ele era tão forte que causou um furacão forte onde eu mal consegui manter meus olhos abertos.”

Stein explicou que, a cada choque de armas, havia furacões e, embora Stein derramasse mana em seus ataques, cada golpe fazia seus dedos, palmas das mãos, braços, ombros e até suas pernas ficarem dormentes.

“Se fosse uma simples situação de um conjtra um, eu poderia ter conseguido lidar com isso de alguma forma, mas… era um campo de batalha, então não era só eu lá dentro.”

Stein explicou que os ataques de Kabal estavam colocando não apenas Stein, mas também seus companheiros em perigo, e ele perdeu o braço enquanto tentava salvá-los.

“… Kuk.”

Stein disse que é considerado uma honra desde que ele perdeu o braço no campo de batalha. Ryan e Lloyd, incapazes de encarar o pai, baixaram a cabeça.

“Então, se eu resumir a situação, é assim?”

Riley, que abaixou a cabeça junto com seus irmãos, estreitou os olhos.

Ele imaginou que deveria perguntar a Ian ou a Nara de novo, mas … Riley estava certo de que o responsável pelo braço de Stein era o mercenário que Riley encontrou no caminho de volta de Rainfield.

Nesse caso, devo contar a ele?

Riley estava hesitante em dizer a Stein. No final, ele decidiu deixar de lado para mais tarde. Riley apertou o punho e abriu.

‘… Isso não parece certo.’

Riley decidiu não contar a seu pai sobre isso por um motivo. Foi por causa do que Kabal disse na frente de Riley.

‘Certo. Ouvi dizer que um velho amigo vai parar em Rainfield, então estou a caminho depois de terminar um trabalho.’

No caminho de volta de Rainfield… Durante esse dia, quando Riley encontrou um mercenário chamado Kabal, que estava cuidadosamente olhando para a insígnia da Casa Iphelleta…

Riley pensou em como Kabal disse que estava indo para Rainfield para ver “um velho amigo”. Riley lentamente moveu seu olhar.

“Eu vim para cá porque aconteceu de ter um negócio em Rainfield, mas ouvi dizer que você estava aqui de férias. Por favor, não me entenda mal.”

Riley olhou para Rebethra, que estava de pé atrás. Riley pensou sobre o que Rebethra disse em Rainfield.

‘… Então, há algo.’

Eles tinham semelhanças.

Riley estava os juntando por causa de suas semelhanças.

‘Há algo.’

Além disso, havia duas semelhanças. Primeiro foi que ambos tinham negócios em Rainfield. O outro foi …

‘As auras roxas são comuns? Não tenho certeza? Não é comum. Até agora, eu encontrei apenas quatro com elas. Havia um sem-teto em uma cidade sem nome, o velho peidão que encontramos em Rainfield, que é um arcebispo, aquele desgraçado do Kabal que acabamos de ver e … o mago negro que você acabou de encontrar.”

Foram as ‘pessoas com auras roxas’ que Nara mencionou.

Comentarios em TLS: Capítulo 102

Categorias