iLivro

Torneio de Esgrima (Parte 2)

.
.
.
‘O que você quer dizer com ‘o que eu vou fazer?’

Riley olhou para Ian com suas intenções imbuídas em seus olhos.
Ele não queria mais lidar com esse cara cafona, para não mencionar que era irritante.

‘Nós corremos.’

Ian assentiu com a confirmação.
Riley rapidamente se virou.
Ao mesmo tempo …
O primeiro filho da família Erenjium, Aploc e seu criado rapidamente perseguiram, gritando “Como você se atreve! ”
Não parecia que eles permitiriam que eles escapassem.

“Desculpe. Mas não posso deixar vocês passarem…”

Ian abriu os braços para impedir que os dois pegassem Riley, então franziu a testa.

“Seus movimentos não são muito ruins?”

O criado não era nada se não ordinário.
Mas o garoto que se chamava Aploc …
Como o primeiro filho de Erenjium, seus movimentos eram muito especiais.

“Ho, nada mal para um velho, mas … infelizmente são 2 contra 1.”

A mão de Ian que tentou agarrar suas roupas, apenas agarrou o ar atrás de Aploc.
O rosto de Ian estava franzido pelo fato de que ele permitiu que Aploc passasse.

‘Jovem Mestre!’

Ian virou a cabeça ao redor.
Aploc já estava se aproximando de Riley com um sorriso.
Ele estava a apenas um braço de distância.

“Como você ousa mostrar suas costas!”

Foi um ato desonroso para um nobre.
Do seu tom agressivo, parecia que ele não gostava das ações de Riley, e estava querendo puni-lo muito por isso.

“Para alguém que não tem um pingo de nobreza em você …”

Aploc agarrou as roupas de Riley.
E…

“…?!”

Ele olhou para o rosto de Riley.
Ele se aborreceu com o fato de que suas roupas foram pegas.
O rosto ameaçador que Riley estava fazendo não tinha nada de apoio, nem mesmo mana. Mas foi o suficiente para Aploc prender a sua respiração.

‘O que é isso?  Essa atmosfera?

A atmosfera de lazer que estava ao redor de Riley quando ele estava se desculpando se foi.
Em seu lugar havia uma aura arrepiante que fez Aploc ofegar.

“… eu estava tentando passar facilmente. Por que isso de novo.”

Riley abriu a boca.
No momento em que os sentidos de Aploc voltaram, seu pulso já estava na mão de Riley.

“Você!”

Aploc lutou para se libertar do aperto.
Mais precisamente, foi seu instinto de escapar do medo arrepiante.
Fuja daqui imediatamente.
Isso é o que seu corpo estava dizendo a ele.

‘O que, a sua força é…’

Aploc começou a usar sua mana.
A mana azul moveu-se do seu coração para seu ombro, passando do seu ombro até seu antebraço, ao seu pulso.
Agora, tudo o que restou foi balançar o pulso.

“Kuk?!”

O pulso deveria ser solto … depois do balanço.
Mas estranhamente, a mão de Riley continuou a apertar o pulso de Aploc ao invés.
Na verdade, estava ficando mais forte ao ponto em que o pulso parecia estar prestes a ser esmagado.

‘O que?  O que é isso?’

Não parece que ele está usando mana?
Ele não tem problema em uma disputa de força, mesmo quando estou usando mana.
Na verdade, ele parecia estar na frente.
Muito à frente

“J-Jovem Mestre?”

O criado de Aploc e Ian pararam de lutar e eles e olharam para o que estava acontecendo aqui.
Olhando para Riley, que nunca tinha sido assim antes.

“…”

Ian apenas ficou parado ali, incapaz de falar uma palavra.

“Por que você tem que me irritar assim? Huh?”
“Uuh! Meu pulso … meu pulso…”
“Mestre Aploc!”

Movendo-se por Ian, o criado de Aploc estendeu o braço para salvá-lo.
Percebendo que Riley não foi empurrado, a mão do criado já estava imbuída de mana.

“Apenas me deixe…”

Riley falou enquanto balançava o braço que segurava o pulso de Aploc.
O corpo de Aploc se movia como um boneco de trapo.

“…Viver em paz!”

Enquanto ele continuava suas palavras, Riley balançou o braço mais uma vez na direção oposta, desviando a mão do criado e soltou o pulso de Aploc.

“Uak!”
“Kuk!”

O criado foi atingido pelas costas de Aploc e voou em um arco, pousando na entrada do banheiro.
Aploc continuou a voar na direção em que ele foi balançado com tanta força que ele ficou preso na parede pelas suas costas.

“…”

Gulp.

Ian, que estava observando Riley todo esse tempo, moveu os olhos para olhar para Aploc, que estava cravado na parede.
Parecia que ele tinha conseguido absorver a maior parte do impacto com sua mana, enquanto Aploc ainda mantinha sua consciência apesar das rachaduras presentes na parede.
Embora ele parecesse um pouco inconsciênte.

“Haaah…”

A tempestade passou e Riley suspirou muito.
Riley vislumbrou Ian, então deu um passo em direção a Aploc.

“Hey”
“…”

Riley falou enquanto movia seu rosto para perto do de Aploc.
Aploc não pôde responder, e simplesmente olhou para ele com a boca entreaberta.
Parece que ele ficou chocado com o que acabou de acontecer.

“Só vou dizer isso uma vez, então ouça atentamente.”

Riley deixou sua intenção de matar se sair.
O rosto de Aploc começou a ficar pálido.
Ian simplesmente prendeu a respiração.

“…Entendeu?”

Com um sussurro, Riley falou com Aploc com a boca no ouvido de Aploc, e Ian foi incapaz de ouvir o que foi dito.
No entanto, ele poderia dizer que o rosto de Aploc estava ficando mais pálido do que antes.

“E-entendi.”

Aploc assentiu fervorosamente.
Parecia que Riley tinha feito um pedido.

“Lembre-se. Se você falar sobre isso, então eu não me importo se você é do Erenjium ou do Orangium … Eu vou fazer uma bagunça com isso.”
“… Iss-, Ah, S -… Sim! Claro!”

Mesmo como uma terceira parte, a intenção de matar parecia avassaladora.
Como se sentiria ser a pessoa para quem foi direcionada?

“Ian.”
“…”
“Ian!”
“Ah, sim!”

O chamado de Riley tirou nosso Ian de seus pensamentos.
A clara intenção de matar que poderia ser sentida por Riley agora desapareceu como se fosse apenas uma ilusão.

“Vou deixar a limpeza da bagunça para você. Se alguém perguntar, foi feito por você, tudo bem?”
“Desculpe? Por que…”
“Eu vou assumir a responsabilidade. É um pedido tudo bem? Herói mercenário?”
“…”

Riley voltou para o seu assento.
E no corredor que levava ao banheiro estavam apenas Aploc, seu criado e Ian.

***

“…Estou de volta.”
“Você demorou um pouco.”
“Ah, sim.”
“Hm? Jovem Mestre, onde está Ian?”
“Eu acho que é um grande problema. Parece que ele vai demorar um pouco, então parei de esperar e vim primeiro.”
“Mas hum … você não ouviu algum tipo de explosão antes?”
“Explosão? Eu não ouvi nada. Talvez seja Ian? Pff, está ficando bastante intenso. Você tem bons ouvidos, Sera.”

Riley, que havia abandonado Ian, começou a engolir a cerveja de açúcar negro

Gulp, gulp.

Ele bebeu como se tentasse esquecer o cara cafona de antes, e depois de alguns goles, ele exalou com satisfação.

“Ah, está começando. Então, qual é o lutador principal para olhar nessa partida?”

Riley perguntou a Sera enquanto ele observava os dois competidores entrarem.
Apesar do incidente não intencional no banheiro, ele ainda conseguiu voltar antes de começar.

“Parece que um deles é um candidato vencedor. Muitas pessoas estão torcendo por ele. Eu também sou uma delas.”

Sera respondeu com um sorriso.
Riley inclinou a cabeça.

“Candidato vencedor?”
“Sim, você vê a pessoa com duas espadas?”

Ele usava uma capa índigo que se estendia até a cintura, junto com duas espadas de comprimentos desiguais penduradas ao lado do corpo.
Riley cruzou os braços enquanto inspecionava o homem para o qual Sera apontava.

“Hm”

A atmosfera ao seu redor não parecia tão ruim.
Com base no julgamento de Riley, ele supôs que Lloyd, o segundo filho da casa Iphelleta, seria parecido com ele se tivesse idade semelhante.
Apenas o fato de ele ter usado duas espadas como armas era a diferença.

“Ele é o único competidor que tem duas espadas como eu. É por isso que estou torcendo por ele também.”

Sera continuou a explicar com avermelhada, como se estivesse envergonhada.

“Ele é da família Jenier … Esse é o primeiro torneio em que ele estará lutando.”
“É o primeiro torneio dele e ele é o candidato vencedor? Ele deve ser bem famoso? Eu não achei que só porque ele empunhava duas espadas, seria assim.”
“Sim. Bem … antes do início do torneio, parece que ele mostrou habilidades incríveis na batalha simulada que foi feita em particular entre os competidores. Ah, e mais uma coisa!”

Sera falou com o dedo indicador estendido, como se esse fosse o ponto mais importante.

“Ele está dizendo que quer superar a Casa Iphelleta também. Esse foi o principal motivo para entrar nesse torneio.”
“A Casa Iphelleta?”
“Sim, a Casa Iphelleta é considerada a melhor quando se trata de esgrima na nobreza.”

O rosto de Riley ficou confuso.

“Então, não deveríamos não torcer por ele?”
“O que há de errado com isso? É bom ver que ele tem alguma ambição nele.”

Sera riu enquanto acenava com as mãos no ar.
Riley se afastou dela para assistir a partida, incapaz de entender.
O juiz no palco levantou as mãos.

“A partida continuará até que um dos competidores seja jogado fora do palco, ou até que ele não consiga mais se mover. O uso de mana é permitido, mas usá-la com a intenção de matar será motivo para desqualificação. Esse julgamento será feito pelo juiz. Vocês entenderam?”

O juiz explicou as regras da partida para os dois nobres.

“Sim.”
“Uuuh… sim.”

Os dois nobres assentiram.
O nobre Jenier assentiu com um comportamento calmo.
Enquanto seu adversário estava suando friamente, e acenou um pouco mais tarde.
Parecia que ele estava muito nervoso.

“Eu acho que a partida já está decidida.”

A contagem regressiva começou quando Sera fez seu comentário.
Os dois competidores sacaram suas espadas.
Um lado parecia confiante, enquanto o outro parecia bastante sombrio.
Parecia que ele estava pronto para ir ao banheiro a qualquer momento.

“Eu não tenho tanta certeza sobre isso.”

Mesmo assim.
Riley observou atentamente a partida.
Ele parecia bastante interessado.

“Uh, Sera.”
“Sim?”
“Qual é a família do oponente de Jenier?”
“Seu adversário? Bem … Qual era?”

2 segundos restantes.
1 segundo.
A partida começou.

“Ah, eu lembro. Era ‘Erenjium’…”

Antes que Sera pudesse terminar suas palavras.
As lâminas duplas de Jenier voaram no ar.

“Hã?”

O oposto da expectativa de Sera ocorreu.
O oponente de Jenier não podia acreditar no que havia acontecido.
Ambas as mãos dele estavam no ar com suas espadas descartadas.
Ele estava completamente aberto.
Seu oponente, Erenjium, atacou seu estômago após o primeiro ataque.

“Erenjium?”

Era se ele esperasse que isso acontecesse.
Riley nem mesmo checou o que estava acontecendo depois e relembrou sobre a família Erenjium.

‘Eu, Aploc, primeiro filho da família Erenjium!’

Ah
O rosto de Riley ficou amargo.
A pessoa que ele tinha acabado de cuidar era um Erenjium também.

“Eu, eu fiz isso?!”

Logo depois, houve um murmúrio dos concorrentes.
Para o homem que não podia acreditar no que ele tinha conseguido agora.
O juiz gritou.

“Vitória! Segundo filho de Erenjium, Aplion!”
“Eu ganhei? Ganhei!”

Segundo filho?
Então ele é o irmão mais novo?
Riley coçou a cabeça ao ver o garoto tímido que era diferente do seu irmão, depois virou a cabeça.
Mostrou em seu rosto que ele se lembrava de algo.

‘Agora que penso nisso …’

Ian ainda não havia retornado.

“Está acontecendo alguma coisa?”

Já faz algum tempo desde que ele deixou Ian para lidar com a limpeza.
Não seria estranho se ele tivesse voltado agora.
Algo estava errado.

“Não, o que poderia acontecer?”

Foi estranho.
Mas não detectando grandes mudanças na mana de Ian, Riley decidiu que não era nada para se preocupar e começou a comer os petiscos que Sera havia preparado.

Comentarios em TLS: Capítulo 33

Categorias