iLivro

A Ampulheta do Dragão

 

No dia seguinte nós passamos na loja de armas.

“Ei, aí está você, pequeno Herói do Escudo.”

“Então, você terminou a armadura? ”

“Mas é claro. Terminei faz pouco tempo.”
Ele tirou uma parte de armadura de trás do balcão.

Ela parecia agressiva e selvagem. Eu entendia a razão pela qual era chamada de Armadura Bárbara.

Os buracos das mangas eram forrados com couro macio, sem dúvida de Usapils, e o peitoral era composto por uma placa de metal de aparência pesada. As partes que não eram cobertas com chapeamento de metal eram revestidas com pele de Porco-espinho. Eu coloquei minha mão dentro, e descobri que o interior era formado por duas camadas de pele, além das penas de PikyuPikyu.

“…Então eu vestirei essa coisa? ”

Parecia algo… Algo que um capitão pirata ou um líder de gangue usaria.

O nome parecia apropriado, e eu acho que me faria parecer um verdadeiro caçador de cabeças apocalíptico.

“Qual é o problema, jovem? ”

“Nada… É só que parece… Parece algo que somente pessoas ruins vestiriam.”

“É um pouco tarde para reclamar disso, não é? ”

O que ele estava insinuando? Que todos já achavam que eu era o mais baixo dos criminosos?

Acho que eu não estava em uma posição capaz de escolher o caminho que me levaria ao sucesso, mas isso era meio ridículo.

“Eu acho que vai ficar bem em você, Sr. Naofumi.”

“Raphtalia… cale-se.”

Ela definitivamente estava tornando-se loquaz.

“De qualquer forma, apresse-se e experimente.”

“Ugh… Eu realmente preferiria recusar, mas suponho que você tenha a feito especificamente para mim…”

Eu entrei no provador e vesti a armadura.

O dono da loja nunca tinha tirado minhas medidas nem nada do tipo, mas encaixava perfeitamente. Eu estava surpreso. O cara realmente era um profissional. Ele deve ter julgado o meu tamanho apenas ao me observar.

Eu saí do provador e fiquei diante dos dois.

“Bem, o seu rosto fica bem, mas essa armadura faz seu olhar parecer perigoso.”

“Como assim ‘meu olhar’? ”

“Esse seu olhar mal-humorado.”

Esses dois estavam começando a me irritar.

“Eu acho que você está muito legal, Sr. Naofumi! ”

Raphtalia estava radiante.

Eu lancei um olhar vil em sua direção.

Se ela achava que podia fazer o que quisesse, ela teria uma surpresa…

“O que foi? ”

Ela me perguntou normalmente, como se não entendesse.

Ah, é mesmo, ela era uma demi-humana. Ela provavelmente tinha um conceito de estética diferente do meu.

Eu verifiquei minha janela de status e era como eu já esperava: a armadura tinha a mesma quantia de defesa que a cota de malha. Na verdade, parecia ser levemente melhor. Eu olhei para o velho e ele piscou para mim. Pergunto-me se isso significava que ele havia a embutido com um efeito especial gratuitamente.

“An… Obrigado.”

Honestamente, não se encaixava muito bem com o que eu considerava ser meu senso de moda, mas se as ondas estavam vindo eu precisaria de bons equipamentos.

Ou pelo menos foi do que eu me convenci.

“Então, para onde vocês dois vão agora? ”

“Não importa. Parece que todos na cidade estão tensos.”

“Provavelmente porque as ondas estão vindo. Mas onde e quando elas vão surgir? ”

“Huh? Quer dizer que vocês não sabem? ”

“Do quê? ”

Se o dono da loja de armas sabia de algo que eu não, isso significava que este país não estava realmente tentando repelir as ondas. Eu amaldiçoei todos eles discretamente. Então me virei para ouvir o que o homem tinha a dizer.

“Você sabe que a torre do relógio do reino fica de frente para uma praça? ”

“Acho que sim. Você se refere aquele prédio na beira da cidade? ”

“Correto. Dentro daquela torre está a Ampulheta do Dragão. Quando a areia terminar de cair os Quatro Heróis, e aqueles que lutam por eles, serão enviados para o local da destruição.”

“Ah é? ”

Tenho certeza de que os outros heróis e aquela mulher já sabiam de tudo isso.

“Eu não sei quando vai ser, mas você pode ir verificar por conta própria.”

“Acho que você tem razão, ”

Se ninguém soubesse quando, ou onde, nós seriamos transportados… Esta seria uma situação bem ruim.

Apenas para ter certeza, é melhor eu ir conferir.

“Até depois, velho.”

“Até.”

“Tchau.”

Nós agradecemos e partimos para a torre do relógio.

Ela era visível da maior parte da cidade, mas quanto mais próximos nós chegávamos, mais alta ela parecia ficar.

Havia um edifício largo, parecido com uma igreja com um telhado abobadado, e a torre do relógio se estendia a partir do topo do domo. As portas do prédio estavam abertas e as pessoas entravam e saiam quando quisessem.

Haviam mulheres vestidas como freiras, e elas me lançavam olhares hesitantes. Devem ter ouvido os rumores.

“Você seria o Herói do Escudo, certo? ”

“Sim. Eu ouvi dizer que o momento se aproxima, então vim ver por conta própria.”

“Bem, então, siga-me.”

Ela me guiou mais profundamente dentro da igreja, e lá no centro estava uma ampulheta gigante.

Parecia ter cerca de sete metros de altura. Era coberta por decorações detalhadas que davam a coisa um ar místico, sagrado.

Ela fazia com que eu me sentisse… Inquieto.

Enquanto eu a encarava, percebi um instintivo choque de emoção percorrer meu corpo.

A areia era… Vermelha.

Estava escorrendo silenciosamente.

Eu entendia que ela estava ficando sem tempo.

Eu ouvi um bipe agudo, e um raio de luz disparou de meu escudo e iluminou uma joia que estava anexada ao centro da ampulheta.

Então um pequeno relógio surgiu no canto de meu campo de visão.

 

 20:12

 

Eu esperei alguns instantes e, como o esperado, o 12 mudou para 11.

Então era assim que funcionava. Era uma forma de exibir o horário de forma precisa. Eles queriam que eu considerasse o tempo quando tomasse decisões.

Mas ainda assim… Se haviam apenas vinte horas restantes, o número de coisas que eu poderia fazer era limitado. Se eu fosse buscar ervas nos campos, eu ficaria sem tempo. Mas eu provavelmente precisaria de medicamentos.

“Woah, aquele é o Naofumi?! ”

Do fundo da sala veio uma voz que eu realmente não queria ouvir. Eu me virei para olhar e lá estava o Herói da Lança, Motoyasu, caminhando em minha direção, cercado por um grupo de mulheres.

Eu não gostava do cara. Eu queria matá-lo ali mesmo, mas me contive.

“Você está se preparando para a onda? ”

Ele me enojava. Ele passou por mim condescendentemente.

“Ah, você ainda está lutando nesses trapos? ”

Mas que diabos? De quem ele achava que era a culpa? Era DELE, e daquela mulher e de suas conspirações.

Motoyasu parecia uma pessoa completamente diferente da que ele era um mês atrás. Ele claramente estava em um nível mais alto, e com equipamentos muito melhores. Não era ferro, era brilhante, como se fosse feita de prata, e por baixo ele usava um belo conjunto de roupas carmesim. Provavelmente era imbuído com todo tipo de habilidades boas.

Através dos intervalos em sua armadura eu conseguia enxergar a cota de malha. Obviamente, ele estava levando sua defesa a sério.

A Lança Lendária também tinha mudado. Sua aparência não era mais frágil, mas sim perversa e poderosa, e até mesmo eu tinha que admitir que o modelo era bem legal. E a ponta era… Bem, parecia afiada.

“…”

Não valia apena gastar meu fôlego com ele. Eu virei minhas costas para ele e para a ampulheta.

“Ei! O Sr. Motoyasu está falando com você! Você deveria ouvir.”

Aí estava ela, a fonte de toda a minha raiva e sede de sangue.Aquela mulher estava falando atrás dele enquanto mostrava a língua para mim, zombando.

Eu faria com que ela se arrependesse. Eu precisava.

“Sr. Naofumi? Quem é ele? ”

Raphtalia apontou para Motoyasu.

“…”

Ao invés de responder sua pergunta, eu optei por sair. Eu comecei a andar.

Mas, no momento em que eu o fiz, vi Itsuki e Ren surgirem na soleira da porta.

“Ah, Motoyasu e… Naofumi.”

Itsuki pareceu irritado ao nos ver, mas rapidamente se recuperou e falou de forma suave e respeitável.

“…”

Ren não disse nada, apenas continuou andando em minha direção. Ele também parecia muito mais forte do que da ultima vez em que nos vimos.

Eles todos tinham um grupo de pessoas os seguindo.

Subitamente, eu percebi que a sala que continha a ampulheta tinha ficado muito lotada.

4+12+1.

Havia quatro de nós, os heróis invocados. O reino havia fornecido doze aventureiros. E também tinha a Raphtalia.

Com dezessete pessoas dentro, a sala parecia abarrotada e desconfortável.

“An…”

“Ei, quem é a garota? Ela é tão fofa! ”

Motoyasu apontava para a Raphtalia. Ele realmente tinha um anseio por garotas, não tinha?

Se os heróis continuassem atrás de garotas, restaria alguma esperança para o país?

Ele empinou seu nariz, deambulou até Raphtalia e começou a se apresentar.

“Muito prazer em conhecê-la, querida. Eu sou um dos quatro heróis invocados para esse mundo, e meu nome é Motoyasu.”

“Ah, então você é um dos Heróis? ”

Ele olhou profundamente nos olhos de Raphtalia enquanto assentia.

“E qual é o seu nome, pequenina? ”

“Um…”

Ela parecia confusa, perdida. Ela virou-se para me olhar, e então olhou de volta para o Motoyasu.

“Ra…Raphtalia. Prazer em conhecê-lo.”

Ela estava tentando entender a minha relação com eles, eu percebi. Ela estava suando.

Ela provavelmente estava pensando em me abandonar e correr para o lado do Motoyasu.

Tudo o que eu quero fazer é sair daqui. Por quanto tempo eu preciso ficar aqui sendo insultado por essas pessoas?

“Posso perguntar o porquê de sua visita a este lugar? Você está vestindo uma boa armadura e essa é uma boa espada.”

“Eu preciso dessas coisas para lutar ao lado do Sr. Naofumi.”

“Ah é? Com o Naofumi? ”

Motoyasu me lançou um olhar desconfiado.

“… O que foi? ”

“De onde você roubou essa fofa? ”

Ele era tão condescendente.

“Não consigo pensar em uma razão pela qual eu deva dizer qualquer coisa a VOCÊ.”

“E eu imaginando que você viria sozinho. Raphtalia, a garota fofa, deve estar te mimando.”

“Imagine o que você quiser.”

Só de ver estas pessoas, esses heróis estúpidos e aquela mulher, eu ficava enjoado. Me fazia odiar o mundo inteiro.

Comecei a andar em direção a entrada que Ren e Itsuki bloqueavam. Eles se separaram e deram espaço para que eu passasse.

“Nos veremos quando a onda chegar.”

“Tente não ser um peso morto.”

A resposta fria de Itsuki e a confiança obnóxia de Ren me irritaram. Eu virei as costas para eles. Me virei para ver Raphtalia me seguindo, seu olhar vagando pelo grupo enquanto ela andava.

“Vamos.”

“Ah. Sim, Sr. Naofumi! ”

Ao ouvir minha voz ela retornou a realidade e a sua velha personalidade energética.

Deus, eles me deixaram tão infeliz.

Nós finalmente saímos da sala, depois da cidade e andamos até os campos circundantes.

“Sr. N… Naofumi? O que aconteceu? ”

“Nada…”

“An…”

“O quê? ”

“Nada…”

Ela podia ver que eu estava chateado, mas manteve seus olhos no chão enquanto me seguia em silêncio.

… Um balão veio em nossa direção.

Raphtalia sacou sua espada.

“Deixe que eu faça dessa vez.”

“…Mas….”

“Não tem problema! ”

Raphtalia saltou para trás ao ouvir meu grito furioso.

O balão estava bem na minha frente.

“Tome ISSO! E ISSO! ”

Droga! Drooooooooga!

Eu continuei atingindo a coisa para me desestressar, e lentamente voltei ao normal.

No canto do meu campo de visão, o relógio continuou batendo.

 

18:01

 

Havia dezoito horas restantes.

O que eu poderia fazer em apenas dezoito horas?

Não havia nada que eu pudesse fazer… Além de caminhar pelos campos, juntando ervas medicinais e lutando com balões.

Eu transformei as ervas em medicamentos e tentei me preparar para a onda vindoura.

Mais tarde naquele dia, quando estávamos de volta na estalagem, Raphtalia veio até mim e perguntou hesitantemente.

“Sr. Naofumi? ”

“… O quê? ”

“Aquelas pessoas que encontramos hoje na torre… Eles eram Heróis assim como você, certo? ”

“… Sim.”

Eu não queria pensar sobre isso. Por que me lembrar, depois de todo o meu esforço para esquecer?

“Pode me contar? O que aconteceu entre vocês? ”

“Eu não quero falar sobre isso. Se você quiser saber, só precisa ir perguntar no bar.”

Mesmo que eu contasse a verdade, não é como se alguém fosse acreditar em mim. Ela também não iria. Mas a grande diferença entre todos eles e ela era que Raphtalia era minha escrava. Se ela desobedecesse minhas ordens, ou tentasse fugir, ou tentasse me enfrentar, então ela seria ferida pela maldição dos escravos.

Quando ela percebeu que eu não iria falar sobre isso, Raphtalia parou de perguntar.

Pelo resto da noite, até adormecermos, eu continuei produzindo medicamentos. A onda estaria aqui em breve.

Comentarios em TNY: Volume 1 Capítulo 19

Categorias