Uma Traidora Chamada Myne

 

A noite estava apenas começando quando entramos na cidade. Decidimos dar mais uma olhada na loja de armas.

“Olhe só, se não é o camarada do escudo. Os outros Heróis passaram por aqui também, sabia? ”

 Então a loja era realmente famosa.

 O dono se aproximou de nós, seu sorriso radiante estendido de orelha a orelha.

“Certo. Você conhece algum lugar que compraria esse tipo de coisa de nós? ”

 Eu mostrei-lhe os espólios recolhidos dos Balões Alaranjados, e ele respondeu apontando seu dedo para a porta.

“Há uma loja aqui perto estabelecida apenas para a compra de espólios de monstros. Tenho certeza de que eles comprariam isso de você.”

“Obrigado.”

“Não se preocupe. Então, por que resolveu vir aqui novamente? ”

“Ah, eu pensei em comprar alguns equipamentos para Myne, minha companheira.”

 Eu olhei para ela enquanto falava. Ela estava inspecionando atenciosamente várias armas ao redor da loja.

“Como está seu orçamento? ”

 Eu ainda tinha 680 peças de prata, porém não fazia ideia do quanto deveria gastar.

“O que você acha, Myne? ”

“…”

 Ela estava perdida em meio a seus pensamentos, comparando alguns equipamentos.

 Era como se ela nem me ouvisse falando com ela. Eu não fazia a menor ideia do quanto custariam as hospedarias daqui, mas parecia uma boa ideia separar pelo menos um mês de hospedagem em peças.

“Bem, em relação a sua colega aqui, é claro que vocês serão mais fortes com melhor equipamento…”

“Certo.”

 Parecia que não havia muito que eu pudesse fazer para melhorar meu próprio poder ofensivo, então era melhor focar meus recursos nos equipamentos para Myne.

“Vamos discutir um pouco seus preços.”

“Hahaha, esse sim é um Herói tenaz! ”

“80% de desconto! ”

“Isso é loucura. 20% de aumento.”

“Você está aumentando o preço?! 79%”

“Você nem escolheu os produtos ainda, seu tolo! ”

“Não ligo. 90% de desconto! ”

“Tenha paciência. 21% de aumento! ”

“Você não pode aumentar! 100% de desconto! ”

“Como se eu fosse entregar pra você de graça! ” Ele bufou. “Certo, 5% de desconto.”

“Essa é sua oferta? 92%…”

 Nós discutimos por um tempo antes da Myne surgir com uma peça fofa de armadura e uma espada aparentemente cara, ornada com ouro.

“Herói, acho que isso será o bastante.”

“O que você acha, velhote? 60% de desconto.”

“Vou te dar um acordo, 480 peças de prata. Esse é o preço com 59% de desconto.”

 Antes de a Myne decidir o que ela queria, fomos capazes de regatear um acordo para ambas as partes. Mas tudo que tínhamos sobrando eram 200 peças de prata. Isso seria o bastante para nossos outros custos?

“Myne, você poderia escolher algo um pouco mais barato? Eu não sei qual é o custo exato das coisas por aqui, mas eu preciso de dinheiro pra sobreviver.”

“Vai ficar tudo bem, Herói. Com meu novo equipamento, eu posso recuperar todo o dinheiro com relativa facilidade. Os espólios de batalha vão cobrir estes custos.”

 Ela piscou para mim de forma sugestiva, e encostou seus seios no meu braço.

 Eu nunca fui popular com as garotas, mas olhe só! Uma delas está até se esfregando em mim agora.

 Ela devia estar certa. Precisávamos de uma maior capacidade ofensiva.

“Tudo bem, eu acho…”

 200 peças de prata. Ren, Motoyasu e Itsuki tinham todos, pelo menos, três pessoas com eles, então seus custos deviam ser bem maiores do que os meus.

 Além do mais, 200 peças de prata eram provavelmente o bastante para sobreviver por um mês. De uma forma ou outra, para recrutar mais pessoas, precisaríamos aumentar de nível e obter mais dinheiro.

“Certo, velhote. Temos um acordo.”

“Obrigado garoto. Grande herói, você.”

“Hahaha, o que posso dizer? Eu gosto de negociar.”

 Quando eu jogava jogos online, eu era muito bom em acumular dinheiro. Nos leilões, eu sempre tentava comprar as coisas pelo menor preço possível e depois revende-las por um preço maior, garantindo meu lucro. Regatear era fácil para mim. Era natural. Haviam números envolvidos, então sempre fazia sentido.

“Obrigado, Herói.”

 Myne parecia entusiasmada. Ela beijou minha mão.

 As coisas não param de melhorar. Amanhã definitivamente teríamos uma aventura ótima.

 Myne equipou seus novos itens, e nós dois fomos para uma hospedaria.

 30 peças de bronze por pessoa, por noite…

“Vamos precisar de dois quartos.” Disse Myne.

“Um quarto não é o bastante? ”

“Mas…”

 Myne parecia estar dando uma de difícil.

 Ahn… Tudo bem.

“Dois quartos, por favor.”

“Muito bem, sigam-me.”

 O estalajadeiro nos levou a nossos quartos, retorcendo as mãos o tempo todo. Eu fiquei pensando em nosso orçamento o tempo todo, e nós jantamos em um restaurante adjunto a hospedaria. Alimentação não estava inclusa, e o jantar era 5 peças de bronze por pessoa.

“Só para constar, os campos em que nós caçamos hoje ficam… aqui, certo? ”

 Eu desenrolei na mesa um mapa que eu havia comprado em nosso caminho de volta para a cidade. O mapa tinha muitas informações sobre a geografia local. Claro, eu poderia ter apenas perguntado ao Ren ou ao Motoyasu, mas considerando a forma com que eles agiram antes, eles provavelmente não teriam me dito muito. Se significasse estar na liderança, havia pouca coisa que aqueles dois não fariam. Já que eu conhecia tão pouco este lugar, eu deveria fazer o possível para evitar entrar no antro de algum monstro mais poderoso. Foi com esse intuito que eu estendi o mapa.

“Sim, aí é onde nós estávamos.”

“Baseado no que os outros Heróis disseram, uma vez que saíamos dos campos entraremos na floresta, não é? Esse é o próximo campo de treino? ”

 O mapa estava realmente me ajudando a ter uma ideia melhor sobre a geografia da região.

 Basicamente o castelo ficava no centro, cercado pelos campos. Havia estradas que levavam a floresta, ás montanhas, a um rio e uma última levando a uma vila remota.

 No entanto o mapa era relativamente pequeno, então pude distinguir pouca coisa sobre as vilas vizinhas.

 Eu também não era capaz de ver o que tinha além da floresta, mas se eu não escolhesse um caminho com monstros adequados ao meu nível eu nunca ficaria mais forte.

“Bem, você pode não ver nesse mapa, mas eu estava pensando em ir para uma vila do outro lado da floresta. O nome desta vila é Lafan.”

“Sério? ”

“Nos arredores da cidade existe uma masmorra para iniciantes.”

“Uma masmorra…”

 Isso tudo era com um sonho! Os jogos online geralmente começavam com a caça aos monstros mais simples até que seu nível fosse mais alto. Mas uma masmorra!

“Nós provavelmente não faremos muito dinheiro lá, mas vai ser um lugar ótimo para aumentar nossos níveis.”

“Com os meus novos equipamentos, mesmo que fiquemos dependendo um pouco da sua defesa, não deve ser muito difícil para nós.”

“Ótimo. Vou considerar esta ideia.”

“Sem problemas. Ei, por que você não bebe um pouco de vinho? ”

 O restaurante havia nos dado vinho para acompanhar nossas refeições, mas eu não havia nem mesmo tocado minha taça.

“Não, obrigado, mas eu não sou muito fã de álcool.”

 Não é como se eu não pudesse beber. É quase o contrário, na verdade. Eu devo ter uma tolerância realmente alta, pois nunca fico bêbado. Toda vez que eu ia aos eventos sociais da faculdade, eu bebia com outras pessoas. Eu ficava observando enquanto elas iam ficando cada vez mais bêbadas – algo que nunca acontecia comigo. Graças a isso acabei desenvolvendo uma aversão pelo álcool.

“É mesmo? Nem mesmo uma dose pequena? ”

“Não, obrigado. Eu realmente não gosto.”

“Mas…”

“Não, obrigado.”

“Ah… Tudo bem então.”

 Ela pareceu meio chateada ao puxar de volta a taça de vinho.

“Pelo menos fomos capazes de desenvolver um bom plano para amanhã. Vamos descansar mais cedo hoje.”

“Claro. Vejo você amanhã.”

 Nós terminamos de comer, e então eu virei de costas para o ruidoso restaurante e fui para o meu quarto.

 Eu me lembrei da minha cota de malha. Eu teria que retirá-la para conseguir dormir.

 Eu deslizei para fora da armadura e a joguei encima de uma cadeira próxima.

“…”

 Eu então coloquei a bolsa com o dinheiro no criado-mudo próximo a cama.

 Duzentas peças de prata… E nós tivemos que pagar de forma antecipada pelos quartos, deixando-me com apenas 199 peças. Senti-me um pouco ansioso com relação a minha disposição monetária, mas acho que esse sempre foi o meu jeito.

 Da mesma forma que qualquer japonês típico faria ao viajar, eu peguei trinta peças de prata e as escondi na alça do meu escudo. Isso melhorou um pouco a situação da minha ansiedade.

 Hoje havia sido um dia realmente ativo.

 Agora eu sabia como era batalhar contra, e vencer, um monstro. Eu tinha me sentido da mesma forma ontem, mas eu realmente estava em um mundo completamente diferente do meu.

 Eu estava tão animado. Estava sendo difícil me acalmar. As cortinas do palco estavam abrindo-se para uma aventura completamente nova. Eu podia estar um pouco atrasado com relação aos outros, mas havia um caminho só para mim. Eu não tinha nenhum objetivo específico. Eu poderia fazer o que eu quisesse.

 Subitamente eu me senti extremamente sonolento. Eu conseguia ouvir os sons dos clientes mais agitados vindos do restaurante lá embaixo. Algumas pessoas, que soavam como Motoyasu e Itsuki, estavam conversando no corredor. Pergunto-me se eles vão passar a noite aqui também?

 Eu ergui meu braço até a lamparina, apagando-a em seguida. Ainda era meio cedo para ir dormir, mas eu queria ter mais tempo para descansar…

 Hm? O que é isso? Eu ouvia pessoas brigando no bar?

 Eu adormeci pouco tempo depois.

… Algo estava retirando minhas roupas.

“Heh, heh, homens são tão tolos. Tão fáceis de enganar… Mal posso esperar por amanhã…”

 O que era isso? Eu tinha sonhado?

 

“Hm? ”

 Eu estava com frio…

 O sol brilhava em meu rosto, o que me dizia que já era pelo menos de manhã. Eu cocei meus olhos até sentir o sono se dissipar, mas ainda fiquei meio estonteado. Eu me levantei e caminhei até a janela. Acho que eu dormi mais do que esperava. O sol já estava bem alto no céu.

 Devia ser por volta das nove horas.

“O que? ”

 Repentinamente eu percebi que estava usando apenas minhas roupas íntimas. Eu havia tirado o resto das minhas roupas durante a noite?

 Tanto faz.

 Eu olhei para a cidade. As pessoas estavam andando pelas ruas movimentadas, como qualquer outro dia normal. Os comerciantes vendiam suas mercadorias, algumas lojas ofereciam café da manhã, e algumas carruagens passavam guiadas por seus respectivos cavalos. Parecia um sonho.

 Esse novo mundo era tão maravilhoso.

 Eu percebi que havia diferentes tipos de carruagens nas ruas. Havia algumas puxadas por grandes pássaros, parecidos com avestruzes. Eles eram extremamente parecidos com os Cho**bos[1], você sabe, daquele jogo. Parecia que os cavalos pertenciam a classes mais altas do que a dos pássaros. Consegui ver até mesmo algumas carruagens sendo puxadas por vacas.

“É melhor eu comer alguma coisa e partir.”

 Eu vasculhei o quarto procurando por minhas roupas. Procurei até mesmo debaixo do colchão, mas nada.

… Estranho, eu simplesmente não conseguia encontra-las.

 A cota de malha que eu havia colocado na cadeira… Havia sumido também.

 E a bolsa com o dinheiro havia desparecido também! Até mesmo minhas roupas originais que eu havia guardado tinham sumido!

“Mas o que…”

 Poderia ser verdade?! Eu tinha sido roubado? Quem roubaria algo de uma pessoa adormecida?!

 Essa estalagem… Eles não podiam ter tomado algumas medidas básicas de segurança?!

 De qualquer forma, eu tinha que achar Myne. E rápido.

 Eu rapidamente abria a porta e corri para o quarto da Myne, que era ao lado do meu. Eu bati com força da porta.

“Myne! É terrível! Nosso dinheiro e equipamentos foram…”

 Não importa o quanto eu batesse, nenhum som vinha de dentro do quarto.

 Eu ouvi passos se aproximando, então me virei. Cavaleiros do castelo estavam vindo em minha direção. Eles eram a luz em meio a minha escuridão. Eu lhes diria sobre o roubo e assim conseguiria sua ajuda para encontrar o ladrão.

 A propósito, que tipo de idiota roubaria de um Herói?

“Vocês são cavaleiros do castelo, não são? Por favor, me ouçam por um instante.”

 Eu me virei para eles, implorando por sua atenção.

 Saia logo Myne! A situação está piorando a cada momento que se passa!

“Você é o Herói do Escudo, certo? ”

“Bem, sim, mas…”

 Mas que diabos? Eles soavam estranhamente agressivos.

“O rei lhe convocou. Você vem conosco.”

“Ele me convocou? Tudo bem. Mas antes de qualquer coisa, eu fui roubado! Precisamos pegar o lad…”

“Você VEM conosco. AGORA.”

 Um deles me agarrou pelo colarinho e me puxou com força.

“Isso DÓI! Escute-me! ”

 Mas eles apenas seguraram meus braços e me arrastaram com eles.

 Eu estava vestido apenas com a minha roupa de baixo. Não havia um mínimo de dignidade nisso! Por que eu estava sendo tratado assim?

“Myne! Por favor, se apresse! ”

 Mas os cavaleiros nem mesmo prestaram atenção em mim. Deixamos Myne para trás e eu fui arrastado até o castelo.

 As carruagens que eu havia visto antes na rua aparentemente estavam lá para me transportar de volta para o castelo.

 E assim, sem nem mesmo entender o porquê, eu fiquei conhecido como um criminoso por toda a cidade.

[1] N/T: Naofumi está se referindo aos ‘Chocobos’ uma montaria comum da série de jogos ‘Final Fantasy’.

Comentarios em TNY: Volume 1 Capítulo 6



15

Índice×