Tutorial 31º Andar (4)

O demônio que jogou o bilhete fedido em minha direção era um velho demônio chamado Ma HaPa.

“Eu não preciso disso. Ponha de volta.”

“Sim, sim.”

Eu desviei minha visão de Ma HaPa que estava se esforçando para colocar o bilhete de volta em suas calças e gemendo.

Eu não podia suportar o constrangimento e repugnância.

O chão estava cheio de demônios mortos espalhados como lixo.

Os demônios com ferocidade e força me fizeram pensar que isso era realmente um inferno.

O perpetrador que fez esse inferno estava bêbado do sangue e cantando.

Eu não conseguia entender as palavras.

Foi porque a Habilidade Antes do Tempo de Babel não conseguiu traduzi-lo, ou porque as palavras não significavam nada.

“Abubu.”

[É Aubutz, herói!]

Segurei o cabo da espada sagrada que voou em minha direção como um cão para seu dono.

O cabo estava grudento com sangue dos demônios.

Eu não senti nenhum outro desagrado.

A espada sagrada foi quem massacrou os demônios, mas aquele que o empunhava era eu.

“Refresque a cabeça, foi demais.”

Abri o inventário e joguei a espada sagrada descuidadamente no inventário.

A espada sagrada implorou e gritou quando estava sendo jogada, mas eu ignorei.

“Seregia, você sabe alguma coisa sobre o deus do céu?”

[Sim. A religião do Império era o deus do céu, então eu sei um pouco.]

Seregia respondeu.

Foi inesperado

Recentemente Seregia disse pouco.

Mesmo antes dela não dizer muito, mas era do tipo que conversava e só ficava satisfeita depois de dizer o que queria quando queria dizer.

Mas, recentemente, ela não participava das conversas e ignorava tudo como se estivesse perdida em pensamentos.

Eu perguntei sem esperar muito, mas felizmente ela respondeu dessa vez.

“O deus do céu é um deus maligno?”

[O deus do céu não é um deus do mal. Mais como um deus neutro. Eu não deveria comentar sobre deuses, mas o Deus do Céu não é aquele que se importa com o bem ou o mal. O deus do céu se importa mais com a posição.]

Um deus que se preocupa com a posição.

Do nome Céu, o Deus do Céu quer governar tudo?

A razão pela qual Deus do Céu concedeu a Espada Sagrada ao Imperador era punir sua arrogância.

O rei do mal na fase do 26º andar era um ser arrogante que olhava para baixo os demônios que o invocaram como se fossem menos do que pragas.

O suficiente para o Deus do Céu entregar a espada sagrada ao Herói e subjugá-lo.

Foi uma suposição plausível.

Ele também deu um link para o motivo pelo qual a Espada Sagrada abençoada pelo Deus do Céu era abertamente implacável e ansiava pelo sangue dos outros.

O medo decorrente da extrema violência e crueldade é a maneira mais eficiente de suprimir e superar os outros.

Eu disse a Seregia meus pensamentos.

[Você provavelmente não está errado. A interpretação dos deuses é diferente para cada teólogo, e esse tipo de generalização tornaria os crentes hostis, então você deve tomar cuidado para não dizer isso na frente dos outros.]

Enquanto eu falava com Serezia sobre o Deus do Céu, Ma HaPa tinha guardado o bilhete em algum lugar e falou.

“S-se… você não precisa dos bilhetes, o-o que você precisa…”

O que eu poderia precisar desse pobre demônio trêmulo?

Informação.

“Eu tenho algo para perguntar.”

Eu tive uma pergunta ao passar por várias salas.

Os demônios capazes de responder estavam com muito medo de responder à pergunta e todos se recusaram a responder.

Em vez de responder à minha pergunta, eles decidiram desmaiar ou implorar por misericórdia.

“Ao passar pelas salas do grupo Kragor, vi alguns demônios sendo mantidos em cativeiro.”

Assim como o demônio Ma Hapa diante dos meus olhos.

“Pelo que sei, as salas são essenciais para a sobrevivência e as salas são altamente valiosas. E manter alguém cativo nas salas com espaço limitado é um desperdício. É melhor exilar ou matar eles. Mas as salas por onde passei sempre tiveram alguns demônios mantidos em cativeiro.”

Conforme eu progredia, o rosto do Ma Hapa ficou escuro.

Foi a mesma cara que vi toda vez que fiz essa pergunta.

“Qual é a razão pela qual você foi mantido em cativeiro nesta sala?”

Como eu esperava, Ma HaPa começou a mostrar sinais de extrema ansiedade e ficou confuso.

Eu normalmente teria desistido neste momento, mas eu queria ouvir a resposta desta vez.

Demorou algum tempo para acalmar Mahapa.

Depois de prometer várias vezes não atacar Ma HaPa, eu poderia acalmá-lo.

E eu também tenho a resposta para a minha pergunta.

A resposta não foi tão séria quanto eu pensava.

“Então eles usam demônios vivos para armazenar os bilhetes.”

“Sim… Quando o grupo precisa armazenar bilhetes, eles pegam demônios sem qualquer conexão como eu e nos forçam a receber os bilhetes. Para quando eles precisarem dos bilhetes.”

Os bilhetes adquiridos não puderam ser recuperados até que os demônios que os adquiriram morressem.

Quando eles precisassem de bilhetes, eles matariam os demônios em cativeiro e tirariam os bilhetes.

Eles são basicamente gado.

Não, talvez pior.

Bilhetes são difíceis de manter por causa de sua característica e importância.

Por causa deles serem negociados em um valor alto, e como você pode deixar o espaço assim que reunir mil, é fácil decidir roubá-los.

Se o demônio chefe do grupo escolhesse mantê-los ele mesmo, seria motivo suficiente para eles serem alvo de esquemas e assassinatos.

Como ele seria o principal alvo para aqueles que querem os bilhetes.

Para lidar com esses problemas, eles armazenaram os bilhetes do grupo em alguns demônios selecionados, mantendo-os cativos e sob vigilância.

“Pelo que ouço, os bilhetes são negociados um a um, principalmente. Onde eles usam um grande número de bilhetes?”

Eu perguntei me perguntando se eles foram usados ​​para transações comerciais ou diplomacia.

“A-As vezes… há demônios que não desejam ficar na 1ª  preliminar, e gostariam de ir para cima.”

Ma HaPa olhou para mim enquanto ele falava.

Sim como eu.

“Esses demônios geralmente massacram todos os demônios que eles vêem do ponto de partida. Em seguida, os contatos do grupo deles, e dá-lhes um grande número de bilhetes e os faz sair da 1ª área preliminar.”

É mais fácil expulsar aqueles que perturbam o ecossistema.

A maioria das minhas curiosidades foi resolvida.

Uma coisa foi deixada.

Então, quantos bilhetes esse demônio chamado Ma HaPa tem?

Essa foi provavelmente a razão pela qual os demônios que ouviram minha pergunta não puderam responder à minha pergunta e tremeram.

Para os olhos deles, eu era alguém que massacrava todos os demônios que eu via por bilhetes, então eles não conseguiam responder a minha pergunta.

Temendo que eu iria matá-los por bilhetes assim que eles respondessem.

Em vez de perguntar a Ma HaPa quantos bilhetes ele tinha, pedi-lhe que escrevesse tudo o que sabia no mapa.

Depois de examinar o que Ma HaPa me disse, comecei meu caminho.

Quando eu estava prestes a sair, Ma HaPa me agarrou.

“H-Hey…”

Não faço ideia do que é, mas ele provavelmente tem um pedido.

Desde que ele me deu muita informação, eu pensei que estaria ok para ouvir o seu pedido.

“Fale. O que foi?”

“V-você poderia nos… proteger?”

Ma HaPa apontou para os demônios desmaiados e ele e respondeu.

“O Grupo Krago se foi, mas assim que os outros grupos souberem de nós, eles tentarão nos levar. Por favor nos ajude…”

Para resumir, ele queria proteção.

Eu pensei sobre isso, mas balancei a cabeça.

“Desculpe. Isso é um pouco demais.”

Muito complicado.

Depois de sacudir Ma HaPa, comecei a sair da sala.

O novo destino foi a base do Grupo Olphon.

O grupo Olphon era quem governava esse domínio.

Os outros grupos são todos os grupos da aliança de subordinados, para que o grupo Olphon com certeza o maior grupo na 1ª rodada das preliminares.

[Herói.]

De repente, Seregia me chamou.

“Sim. O que.”

[Eu gostaria de lhe dizer algo de preocupação.]

“O que é.”

Algo de preocupação. Poderia ser algo perigoso que eu não tivesse pensado.

Mas a preocupação de Seregia era algo completamente inesperado.

[Em breve, talvez eu não consiga falar nada.]

Logo, consegui entender suas palavras.

Em vez de dizer menos, logo ela seria incapaz de falar.

Mas não consegui entender o motivo.

[Eu não sei ao certo. Minha autoconsciência está ficando fraca. A autoconsciência como sua espada está se tornando maior do que minha autoconsciência como Seregia. minha consciência está se tornando lenta e tudo, além do combate, está se desvanecendo. Mesmo quando falo, estou tendo dificuldade em me concentrar em outros assuntos além do combate.]

O que é isso.

[Como se eu estivesse me tornando uma pedra ou uma árvore. Não, eu deveria dizer como se tornar uma espada. Eu sou realmente uma espada agora certo?]

Seregia não disse nada depois disso.

Eu chamei-a várias vezes, mas sem resposta.

Eu parei desconcertado.

Eu tentei entender suas palavras, mas finalmente tirei a espada sagrada do inventário. A espada sagrada murmurou sobre o ato de empurrá-lo no inventário, mas disse isso depois de ouvir o que Seregia havia dito.

[Não pense muito sobre isso. É o processo de se tornar uma espada. Não é Seregia uma espada?]

“Não, você é uma espada. Você fala bem.”

[Eu sou uma espada de ego. Considerando que Seregia se transformou em uma espada após a morte dela. Há uma diferença.”

“Então ela nunca será capaz de falar ou saber quem ela é?”

[Bem. Não dependeria dela? Se Seregia quer manter sua mente humana, ela pode se tornar como eu. Ela provavelmente seria capaz de dar conselhos sobre combate e responder perguntas simples. Mas Seregia parece satisfeita em ser uma espada certo? Isso é um pouco preocupante.]

Para mim, foi um pouco ridículo.

Atordoado e espantado.

Uma vez que um humano possui uma espada, ele perde sua autoconsciência e se torna uma espada?

Mesmo para Seregia, que disse que desejava ter nascido com uma espada, isso era estranho.

[Não é completamente absurdo. A maioria das almas feitas para possuir objetos por Magos Negros passam por este processo.]

“Como isso acontece normalmente?”

[Normalmente. Sua consciência se desmorona e eles se perdem. À medida que se estabilizam, tornam-se cativados pelas palavras que seu encantador lhes sussurra e, muito tempo depois, pela eternidade. A maioria das espadas mágicas e anéis amaldiçoados são produzidos dessa maneira.]

Ouvir a criação de espadas mágicas de uma espada mágica me ajudou a entender rapidamente.

Então é assim que é feito.

Espero que Seregia não se torne como Aubu.

Estou preocupado.

Assim que eu terminar essa fase, vamos receber alguns conselhos de KiriKiri.

Pessoalmente, estou ligado à Seregia.

Ela era semelhante a mim de várias maneiras.

Do seu processo de pensamento à preferência e princípio.

O tempo que passei ​​com ela eram confortáveis ​​e queridos.

Eu me perguntava se eu seria capaz de encontrar alguém tão semelhante assim no futuro.

Mas havia diferenças entre eu e ela.

Seregia se ajustou ao destino de se tornar a espada de alguém e ficou contente.

Essa foi a diferença.

Se eu estivesse na mesma circunstância que ela, seria capaz de aceitar esse destino?

Se chegasse a isso, eu seria uma espada amaldiçoada.

Uma espada se rebelando e tentando matar seu dono.

Pensando nisso, a situação agora não era tão diferente.

Enquanto pensava sobre isso, a situação era divertida.

Eu senti como se eu, Seregia, e a espada sagrada fossem três espadas. Cada um perseguindo sua própria vontade.

Em vez de me depreciar, tentei ter pensamentos mais construtivos.

Eu não queria me tornar uma ferramenta dos deuses.

Mesmo que eu não soubesse o que eles queriam de mim ou pedissem de mim.

Então, eu coloquei importância no meu objetivo e vontade.

Mas amarrado ao meu lado havia duas espadas com seus próprios objetivos.

Se mais do que apenas vontade fosse necessário para superar a possibilidade de se tornar uma ferramenta.

Se ter vontade própria não fosse suficiente para provar que não era uma ferramenta.

O que mais eu preciso alcançar?

Algumas respostas surgiram.

Eu não tinha certeza se elas estavam todas corretas, provavelmente também havia muitas respostas que eu não tinha pensado.

Mas, se eu as preencher uma por uma, conseguiria obter todas as respostas.

Isso foi o que eu pensei.

Quando eu estava prestes a terminar de organizar meus pensamentos e prestes a me mover, senti uma grande onda de energia mágica.

Um círculo mágico apareceu no chão próximo.

O ar acima do solo começou a deformar-se e logo um demônio apareceu.

De ter usado com Seregia mais cedo, eu rapidamente reconheci o que era.

Foi um círculo de teletransporte.

Quando a mana trêmula se acalmou, uma sombra apareceu acima do círculo.

Foi um demônio.

Uma força forte e feroz, uma enorme e maligna magia do mal.

Foi o primeiro demônio demoníaco que encontrei desde que vim para cá.

Os pensamentos complexos do começo se dissiparam.

Eu esperei o demônio terminar.

Um momento depois, o demônio, em vez de se lançar contra mim e usar magia, abriu a boca.

“Você finalmente parou. Olphon gostaria de ver você. Você precisa vir comigo, novato.”

Comentários