Sequestro

 

Um pouco antes do meio dia, a rua principal já estava lotada de gente.

Um guarda puxou as rédeas do cavalo, procurando a estação de correios.

Um comerciante bem vestido, carregando uma bolsa de couro.

Uma criança vagabunda e suja.

Um escravo, todo o seu corpo estava coberto de roupas pretas, exceto pelo rosto.

Lily deslizou pelo meio da multidão alegremente enquanto ia para a escola.

Foi no dia seguinte que ela guiou Kei e Aileen ao redor.

Assim como antes, ela tinha o cabelo preso no mesmo rabo de cavalo que Aileen tinha. Com cada passo que ela dava, a fita azul em seu cabelo balançava.

“He-y, Lily, como você está?” Veio uma voz profunda atrás dela.

Ela se virou para ver um Borris desajeitado e sorridente.

“Oji-chan …” Sua expressão escureceu um pouco quando ela lentamente fez contato visual com ele. Sua voz carregava uma sugestão de cautela e desconforto.

Ela se lembrou de quando Montand parecia triste e disse para ela não falar muito com Borris.

“Ei … Já faz um tempo desde que nos vimos, huh.” Ele coçou a bochecha timidamente e desviou o olhar.

Assim como ele disse, fazia muito tempo desde que eles se viram. Se sua memória estivesse correta, a última vez que ela falou com ele assim foi cerca de um ano atrás. Borris chegava a casa para pedir dinheiro às vezes, mas durante o dia a Lily ia para a escola. As chances de eles se encontrarem foram reduzidas a quase nada.
“O que há de errado, oji-chan …?”

Seu pai a avisou, mas ela não podia simplesmente ignorá-lo quando ele estava bem na frente dela. Ela se virou para ele com os olhos virados e pegou a barra da saia.

Honestamente, Lily não desgostava de Borris.

Talvez fosse porque ela não conseguia não gostar dele. Claro, ela sabia que suas recentes visitas para pedir dinheiro estavam incomodando seu pai. Mesmo assim, do fundo do coração, ela segurava a forte imagem do velho Borris, o gentil Borris.

Quando ela era mais jovem, seus pais trabalhavam duro e não podiam cuidar dela. Não era outro senão Borris que cuidava dela. Foi quando ele foi um Borris mais brilhante e mais diligente. Ele costumava acompanhar suas brincadeiras, como brincar de casinha ou fingir que era seu cavalo. Ele até ficou bravo no lugar dela quando as crianças da vizinhança a fizeram chorar. Eles foram passear pelo calçadão ao longo da beira do rio e ele a deixaria cavalgar em seus ombros. Na estrada iluminada do pôr-do-sol, secretamente comiam doces de mel que ele comprava para ela.

Ela se lembrava de tudo.

Sua aparência agora estava suja, seu cabelo bagunçado, e até mesmo seus olhos tinham um olhar ruim neles. No entanto, porque ela sabia como ele costumava ser, ela nutria uma leve compaixão mesmo em seu coração jovem.

“Ah bem. A verdade é …” disse Borris em voz baixa enquanto se agachava até o nível dos olhos. Como se estivesse cauteloso com os olhares dos outros, ele tirou uma bolsa de couro da camisa.

O som de metal esfregando contra o metal veio da bolsa.

“A verdade é que achei que já era hora de eu pagar Montand de volta.”

“Eh? Realmente! ”Sua expressão de repente se iluminou.

“Sim. O trabalho finalmente está melhorando.”

“Uau, isso é ótimo, ótimo! Bom para você, oji-chan!”

“Obrigado. Eu tenho confiado em Montand todo esse tempo … É hora de eu pagar de volta. Ele sorriu e colocou a bolsa longe.”

“Tenho certeza que meu pai também ficará feliz! Oji-chan, que tipo de trabalho você está fazendo?”

“Haha … Isso é um segredo.” Ele piscou e disse: “A propósito, onde você está indo?”

“Escola!”

“Escola, huh. Você está estudando muito, não é? Onde era sua escola mesmo …?

“É na mansão de Cornwell-san na área da alta classe!”

“Ah eu vejo. Você vai estar lá até escurecer?”

“Sim! Normalmente acabamos por volta das quatro ou mais.”

“Oh! Isso é incrível, eu não seria capaz de ficar parado em uma mesa por tanto tempo… Você sempre vai sozinha? ”

“Sim. No inicio minha mãe ou pai me levavam, mas eu estou crescida agora para que eu possa ir sozinha!”

“Haha, isso mesmo. Você cresceu muito, não é?” Ele sorriu carinhosamente para sua expressão orgulhosa. “Então, para a Lily, que está se esforçando tanto …” ele procurou no bolso direito e apresentou algo para ela: “Aqui! Um doce para você.”
“Sim, obrigada oji-chan! ”Lily pegou o doce em forma de bola e saltou para cima e para baixo.

“Agora, é hora de eu ir. Boa sorte com seus estudos.”

“OK! Você também, boa sorte com o seu trabalho!”

“Sim, farei o meu melhor. Tchau, então!” Borris voltou-se para ela com um sorriso.

“Até logo!!”

Ela o viu desaparecer na multidão antes de se dirigir para a escola de bom humor.

Enquanto caminhava, desembrulhou o doce. Era uma bola de cor âmbar. O sabor suave de mel encheu sua boca. “Hehe …” Ela sorriu enquanto rolava em torno de sua língua. Seus passos leves se transformaram em saltos.

Ela estava feliz.

Borris poderia ser como ele era nos velhos tempos.

Papai pode vê-lo em uma luz melhor com isso também.

Ela se sentia orgulhosa por ele.

Borris e papai se dariam bem novamente. Ela acreditava nisso.

Tudo estava indo em uma direção melhor.

Naquela época, ela acreditava nisso.

†††

“Isso é demais! Trinta pratas é um roubo!”

“De modo algum, você não pode abaixar mais o preço do que isso!”

Kei discutiu com um homem do lado de fora no norte de Satyna, no porto.
“É apenas rio abaixo até Yuulia! É diferente se for para Urvan, mas por que é tão caro quando você só precisa seguir a correnteza?!”

“Idiota! Você tem quatro cavalos, quanto espaço você acha que vai ocupar? Eu tenho uma tonelada de bens para mover, você tem que aceitar, pelo menos, ou eu não estarei tendo lucro!”

“É por isso que você cobra tão caro com trinta moedas de prata? Vocês estão carregando um tesouro de ouro e prata!?”

“Mesmo se eu quisesse, não teria como eu carregar algo tão lucrativo!! São apenas materiais ou móveis normais ou algo assim, umas trinta e meia de prata!”

Eles estavam gritando nos rostos um do outro. Os outros que estavam embarcando as mercadorias lançaram um olhar desconfiado para Kei. Aileen observou nervosamente.

“Ah, tudo bem! Já é suficiente! Desculpe, mas vamos apenas perguntar a outra pessoa!”

“Nós não queremos alguém como você de qualquer maneira! Saia daqui já, shoo! Suma!”

Depois de um tempo, as negociações fracassaram, ou melhor, terminaram em uma discussão. Kei virou as costas para o homem que o espantava e se afastou com passos pesados.

“Porra isso é uma droga, todo mundo cobra muito!”

“Eles estão fazendo isso porque podem, eu acho. Este foi o terceiro …” Ao lado de Kei, Aileen ergueu os ombros e suspirou levemente.

Tudo isso começou porque ouviram que você poderia chegar a Urvan de barco.

Ontem, depois que eles venderam suas armaduras na cidade velha, eles decidiram procurar um emprego de escolta para caravanas indo para Urvan.

Eles decidiram fazer isso por segurança. No caminho de Tahfu eles foram atacados por pessoas da planície, então viajar apenas os dois era perigoso. Se viajassem com uma caravana ou outros acompanhantes, a probabilidade de ser atacado diminuiria drasticamente.

Contudo.

É desnecessário dizer que eles não conseguiam trabalhar como acompanhantes, nem mesmo se pagassem um pouco. A razão era que eles não tinham credibilidade.

Neste mundo onde uma forma tão conveniente de identificação como o cartão da guilda de um aventureiro não existia, a única maneira seria que alguém fosse apresentado ao solicitante. No jogo, depois de alguns trabalhos simples de NPCs, sua credibilidade aumentaria e você desbloquearia trabalhos mais difíceis, como a escolta.

Em seu quarto dia desde que vieram a este mundo, foi desnecessário dizer que um étranger (Nota: Forasteiro em francês) como eles não tinha ninguém para apoiá-los. O melhor que eles tinham era Montand, um fabricante de flechas, mas o relacionamento deles não passava de um cliente e um dono de loja. Ele provavelmente não iria se responsabilizar por eles.

Eles não pareciam claramente com qualquer nacionalidade e não havia ninguém que pudesse falar por eles. Kei parecia um pouco com as pessoas da planície, e a atitude hostil de Aileen, como a das pessoas das tundras, tornava improvável que eles fossem aceitos pelos outros. Sem entusiasmo, julgar com base na forte aparência de Kei também não era uma boa credibilidade. Por exemplo, se Kei fosse um bandido, ele poderia esfaqueá-los pelas costas.

Mesmo assim, um comerciante que se dirigia a Urvan propôs aceitá-los enquanto Aileen lhe fosse emprestado . Naturalmente, eles se recusaram. Sem poder encontrar nenhuma caravana para se juntar a eles, eles estavam perdidos. Foi quando souberam que você poderia chegar a Urvan de barco também.

Satyna frequentemente transportava mercadorias rio abaixo para outros rios do norte, através do rio Morla, próximo a eles. Em comparação com a terra, isso foi muito mais rápido e seguro.

No entanto, foi apenas descendo o rio até a metade do caminho entre Satyna e Urvan, no Lago Bled. Se você quisesse ir mais para o norte, precisaria subir rio acima do rio que corre perto de Urvan: o rio Aria.

Isso porque, semelhante a Satyna, Urvan foi colocado em planaltos altos. Normalmente, você poderia subir rio acima combinando mão-de-obra e vento, mas não era rápido. Kei pensou que seria melhor do que nada, mesmo que tivessem que mudar para a terra depois de chegar à cidade de Yuulia, no Lago Bled.

Foi o que ele pensou, mas—

A coisa que estava em seu caminho não eram senão as despesas com tarifas.

“Podemos ter muito com a gente, mas trinta moedas de prata são loucas …” Aileen entrelaçou os dedos atrás da cabeça enquanto se queixava.

“Você está me dizendo …” A irritação de Kei vazou em seu tom enquanto ele caminhava ao lado dela.

Eles estavam negociando com os proprietários de navios no porto por um tempo, mas todos davam preços exorbitantes. Eles tinham todo tipo de ofertas. As trinta moedas de prata que eles pegaram ainda estavam no limite mínimo; outro era de cinquenta e outro de um ouro.

Kei não acreditava que o preço de mercado fosse de cerca de trinta moedas de prata. Não era que Kei e Aileen não pudessem pagar a taxa, eram trinta moedas os suficientes para um homem adulto comer durante um ano. O dono do navio de antes disse que ele estava carregando mobília normal, materiais e coisas semelhantes, mas não havia nenhuma maneira que lhe rendesse trinta pratas.

Talvez fosse teimosia, talvez eles intimidassem estranhos, ou talvez fosse muito doloroso dá-los uma carona – de qualquer forma, era um mundo difícil.

Eles continuaram a perguntar indiscriminadamente ao redor, mas eles não foram capazes de conseguir alguém por menos de trinta pratas. Sentindo que tudo foi em vão, voltaram para a pousada.

“Ah … eu sinto que nos cansamos por nada”, disse Kei.

“Sim…”

Eles se deitaram em suas camas. Ambos se sentiam incrivelmente cansados, provavelmente de terem se empanturrado antes de sairem.

Silenciosamente, eles ficaram olhando para o teto por um tempo. Eles se tornaram mais e mais letárgicos.

“Ei, Kei,” Aileen murmurou.

“Hm?”

“Quando chegarmos a Urvan … O que você planeja fazer?”

Kei olhou para Aileen, que se virou e olhou para ele. “Hm …” Ele voltou a olhar para o teto e refletiu sobre as coisas em sua cabeça.

A cidade fortificada Urvan. Caso contrário, a capital do governo.

O senhor feudal Arial Krause Urvan Auckland serviu como o governante sobre o povo do norte Ri’leir. Algumas cidades como a cidade portuária Kitene e a cidade fortificada Satyna se juntaram ao Duque de Auckland—

Eles reuniram esta informação ontem.

“Para começar … eu gostaria de ir à biblioteca municipal de que ouvi falar em Urvan. Pode ser caro, mas está aberto ao público. Eu quero aprender sobre a história e a escrita deste mundo. Podemos até encontrar uma pista sobre por que viemos a este mundo ”.

Embora fosse bom que aqui houvesse um mundo paralelo, a causa de sua chegada ainda era um mistério. Nem Kei nem Aileen conseguiram lembrar de nada que aconteceu depois que eles entraram no nevoeiro no jogo.

Parecia errado simplesmente não saber nada sobre isso.

Alguém chamou eles?

Foi algum tipo de fenômeno sobrenatural?

Kei pelo menos queria adivinhar qual era a causa.

“E então … E depois da sua pesquisa?”

“Hmm …” Kei resmungou com suas perguntas contínuas, se virando e encontrando seus olhos azuis. “Honestamente, eu não decidi o que fazer depois disso … Você pode pensar: ‘O que ele está dizendo’, neste momento, mas eu ainda estou confuso também.” Ele observou sua expressão por um momento. Sua seriedade não mudou e ele continuou: “Originalmente, eu pensei que mesmo que fosse um pouco, até um segundo a mais, eu queria viver e aproveitar o jogo …”

Para Kei, Demondal era essencialmente seu único objetivo na vida.

Você poderia dizer que os últimos três anos de sua vida foram videogames.

Quando o jogo de repente se tornou realidade, ele não sabia o que fazer com ele mesmo.

“E então, eu não tenho ideia. Eu não posso nem imaginar o que fazer sobre o meu futuro …”

“Sim… é o mesmo para mim. Eu não sei o que fazer. Eu não sei o que quero fazer … ”Aileen disse com uma expressão confusa.

“É difícil, não é…?” Kei sentou-se e encostou-se à janela, olhando para o congestionado distrito comercial.

O tempo estava bom hoje.

Um viajante argumentou sobre o preço de um tecido decorativo enquanto o lojista o avaliava cuidadosamente. Fazendeiros carregavam cestas de frutas e crianças corriam ao redor, deslizando pela multidão.

Um garotinho tropeçou nas pedras do pavimento e chorou alto depois de arranhar o joelho. As crianças se reuniram em torno dele na agitação e um adulto que passava o confortava. Mesmo que ele resmungasse, seu amigo o levou embora pela mão.

“Ei, Kei. Você não quer … voltar, certo?” perguntou Aileen atrás dele com uma voz reservada.

“Não … Mesmo se eu pudesse voltar, eu posso viver neste mundo.”

“Eu vejo … eu suponho que sim …”

Kei se virou, mas Aileen estava deitada de barriga para baixo com o rosto enterrado no travesseiro

“E você…?”

“Eu? Eu me pergunto…”

Ela ficou imóvel por um tempo. Depois de alguns segundos, ela de repente levantou a cabeça. “Eu não sei!”

“Você não sabe?”

“Sim … Não é tão ruim quanto o seu, mas a realidade não foi particularmente gratificante para mim também.” Seu olhar ficou distante por um momento.

De repente ela suspirou. Aileen – em vez disso, Andrei, também estaria logado por quase todo o dia como um verdadeiro aleijado. Algo deve ter acontecido para fazer uma linda garota ainda jovem se fechar em um mundo virtual.
“… Ah, tudo bem.” Kei encolheu os ombros e sorriu de brincadeira.

Aileen também deter passado por muita coisa. Como ela ainda hesitava em viver neste mundo, não podia ser tão terrível. Se ela não queria falar sobre isso, não havia necessidade de ele tentar forçá-la.

“Bem, não há pressa para você decidir. No meu caso, eu realmente não tenho escolha… ”

“Sim… eu acho que está tudo bem se eu não tenho uma resposta agora. Nós nem sabemos se podemos voltar em primeiro lugar! Tudo bem! Eu só vou colocar isso fora!”Ela sentou-se com os braços cruzados e acenou para si mesma. O que ela estava dizendo era verdade, e ela queria empurrar o estresse para mais tarde de qualquer maneira. Antes que eles pudessem voltar ou não, eles ainda tinham que descobrir como eles chegaram aqui originalmente.

E também-

Eu me pergunto o que aconteceu com nossos corpos …

Quem sabia se eles ainda estavam vivos ou não.

Havia essa possibilidade, mas ele não expressou isso.

“OK! Agora que está decidido podemos relaxar! Kei, tenho uma ideia!” Aileen levantou a mão.

“O-o quê?”

“Por enquanto, vamos vender dois dos nossos cavalos! Nós não precisamos de quatro cavalos para nós dois. Esses caras podem ter nos cobrado demais, mas os cavalos ocupam muito espaço”.

“Você está certa… Eles também exigem manutenção, então acho que podemos vendê-los. A única coisa é … ”Ele olhou ao redor do quarto de quatro pessoas com uma expressão amarga. A sala parecia muito maior agora que toda a armadura havia desaparecido. Mas eles ainda compraram muitas coisas. Havia algumas pequenas aljavas cheias de diferentes flechas de Montand, mercadorias para o exterior como um tripé e uma panela, cobertores, uma tenda e vários artigos diários. “Dois cavalos podem carregar tudo isso …?”

“S-sim. Vai dar certo, certo?”

“Bem, eu acho que vai dar certo, mas …”

O problema era como distribuí-lo.

Depois de um momento para olhar claramente, ele percebeu que a maioria das coisas eram flechas e aljavas.

Ele foi forçado a perceber.

Kei sorriu secamente enquanto olhava para as flechas ao lado da parede.

Aileen percebeu isso e se levantou com um “Hyup!” E começou a procurar as flechas. Ela puxou uma flecha colorida – a que tocava uma melodia enquanto voava. Ela segurou-a acima dela e brincou com ela em suas mãos enquanto ela calmamente disse: “Eu me pergunto o que isso seria bom para …”

“É bom para algo …” Kei respondeu enquanto olhava para longe.

“É isso?”

“C-claro. Por exemplo … isso, você sabe, aquilo. ”Ele procurou pelas palavras. “Um sinal ou algo…”

“E quando você vai usá-lo?”

Rapidamente, Aileen agarrou os lados de Kei.

“Não, não faça mais do que isso! Por exemplo, você sabe, isso poderia chamar a atenção dos inimigos! Eu acho que funcionaria muito bem contra algumas bestas, e eu acho que isso poderia ser usado para atacar também … Mas, eu acho que se esse é o caso, então uma flecha normal seria … yeah … ”

Aileen não disse nada. Ela mexeu as mãos como uma espécie de molusco enquanto sorria vagamente enquanto Kei começava a cavar seu próprio túmulo.

Então de repente.

“…” Ele sentiu uma sensação aguda na parte de trás do pescoço e, reflexivamente, se virou.

“O que há de errado, Kei?”

“Nada…”

Foi minha imaginação? Eu pensei que sentia algo me encarando.

Ele enfiou a cabeça pela janela e olhou em volta, mas não viu nada fora do comum. Mas, havia um corvo no telhado oposto que grasnou uma vez e voou para longe.

“Senti como se estivéssemos sendo observados.”

“Você provavelmente está imaginando isso. Espere um pouco, Kei! O que há com esta flecha! O que você planeja fazer com isso?”

Ela ignorou seus olhares desconfiados e puxou a flecha seguinte, a mecânica excessivamente grande. No lugar de uma ponta de flecha normal, parecia haver algum tipo de caixa de metal presa.

“Oh, esse! É aquele em que Montand-shi disse ter confiança. Você pode suprimir um grande grupo de inimigos com apenas uma flecha. ”

“Como…?”

“Certo. Na verdade, há um monte de pequenos dardos embalados nesse cartucho. Os dardos são liberados e espalhados por um mecanismo de arame e mola. Em suma, é um chumbo grosso. O alcance que você poderia ativar era entre cinco e quinze metros, há um botão aqui para ajustá-lo, ”Kei parecia triunfante enquanto explicava.

“O-ooh”, disse Aileen em uma voz assustada.

“Mas… Há limites para o que eles podem perfurar. Se eles têm um escudo ou armadura que é mais duro que o couro, então a eficácia é praticamente nada… ”

“Então qual é o maldito ponto!?” Ela fez cócegas novamente. “Então, isso é apenas lixo inútil, vamos apenas jogá-lo fora!”

“N-não, nós compramos muitos deles …”

Aileen estava se divertindo e Kei não olhava para ela, então ela partiu para a ofensiva.

“Isso realmente importa? Apenas jogue fora!”

“Mas você não se sentiria mal por Montand-shi …?”

“De modo nenhum! É da conta dele!”
“ S-sim. ”

“Se você não pode usá-los, não se sinta mal. Acalme-se e pense sobre isso, você não precisa deles, certo?”

“B-bem, isso é …”

Se eles tinham um uso ou não, eles argumentaram em voz alta sobre devolvê-los.

Enquanto eles conversavam sobre uma coisa ou outra, eles esqueceram completamente a sensação de estarem sendo observados.

†††

O sol começou a se pôr.

Kei e Aileen conversaram enquanto comiam e decidiram devolver algumas das flechas que claramente não tinham uso. Assim que terminaram de comer, foram para a oficina de Montand.

“Hm … eu ainda me sinto mal …”

“Está tudo bem, não se preocupe com isso ~”

Quando se aproximaram da oficina, os passos desconfortáveis ​​de Kei ficaram mais pesados, mas Aileen não se incomodou nem um pouco. Em vez de um sentimento de simpatia ou hesitação, era uma diferença na cultura japonesa de Kei e na cultura russa de Aileen. Eles tomaram a rua principal e, enquanto caminhavam, Kei notou uma barraca de produção se fechando.

“É isso mesmo, devemos trazer algo para eles…”

“Você está se preocupando demais …”

Aileen sorriu ironicamente ao ver quão tímido ele era. No entanto, enquanto o fazia, procurou na barraca e comprou uma grande quantidade da comida favorita de Lily, cerejas, como presente.

Eles chegaram na oficina.

O sol estava se pondo e estava escurecendo, mas a casa de Montand não tinha uma luz acesa, proporcionando uma atmosfera tranquila.
“Com licença, é Kei.” Ele bateu na porta e não recebeu resposta.

“Eles estão fora …?”

“Talvez.”

Ele pensou muito e pegou a maçaneta da porta, que estava destrancada. “Montand…? Você está aqui?”

Kei entrou hesitante na oficina. Um som estridente veio do quarto dos fundos e Montand saiu cambaleando.

“Kei-san. Desculpe, não percebi…”

“Bem-vindo, vocês dois …”

Kiska seguiu Montand para fora do quarto dos fundos. Seus rostos pareciam gastos ou esgotados, talvez.

“Uh … Desculpe, você estava no meio de alguma coisa?” Kei perguntou depois de hesitar uma vez, sentindo a estranha atmosfera.

“Não! É… não é nada. Por favor, não se importe, ”Montand negou com um tom forte. Ele não permitiria mais nenhuma pergunta e seguiu com um tom de negócios: “O que posso fazer por você …?”

“Hum … Bem, é difícil dizer, mas a verdade é que, depois de chegar à pousada e pensar sobre isso …” Kei pegou a grande aljava de suas costas e cortou direto para o assunto enquanto o rosto de Montand se tornava sombrio. Ele continuou a conversa enquanto sentia o constrangimento disso.

“Um, Kiska?” Aileen segurou as cerejas em um saco de papel e falou com Kiska.

“O que é isso, Aileen?”

“Aqui. Eu tenho algumas cerejas.” Ela gentilmente ofereceu a bolsa para Kiska, ainda preocupada com ela.

Kiska as pegou, mas ela estava atordoada e se moveu devagar.
“Eles pareciam bons, então eu os comprei em uma barraca. Eu esperava que todos pudessem apreciá-los … Eles são os favoritos de Lily, certo?”

Kiska, que estava olhando para a bolsa nas mãos, de repente olhou para cima.

“Falando nisso … Lily está aqui?” Ela perguntou como se tivesse acabado de cruzar sua mente. Estava escuro, então ela perguntou indiferente.

No entanto, os lábios pálidos de Kiska começaram a tremer e ela desmoronou no local, incapaz de suportar mais.

“Hu… ngu….”
“Eh? O que …?” Aileen endureceu de surpresa.

Kiska segurou a bolsa no peito e começou a chorar.

“Kiska!”

Montand correu preocupado quando percebeu que sua esposa começou a chorar. Ele acariciou suas costas e ela chorou mais com a bolsa ainda em seus braços.

“Algo … aconteceu?” Aileen sacudiu de preocupação quando ela perguntou.

No entanto, Montand abaixou a cabeça e permaneceu em silêncio.

“L … Lily … Lily …” Kiska soluçou enquanto falava, “Lily … foi sequestrada …”

Aileen ofegou em choque e a expressão de Kei ficou sombria. Montand pressionou as têmporas e balançou a cabeça.

“O que você quer dizer?”

Montand se levantou e foi para o quarto dos fundos sem uma palavra. Ele remexeu em algumas coisas e logo voltou com dois envelopes na mão. “Era quando a Lily costumava voltar… Houve uma batida na porta, mas quando eu saí, ninguém estava lá, apenas essas cartas.”

Ele segurou um para eles enquanto falava. Aileen pegou e Kei olhou por trás dela. Era extremamente difícil ler a carta no escuro, mas Kei podia ler claramente.

Os caracteres foram escritos de forma desleixada; parecia intencional. Havia linhas ameaçadoras que diziam coisas como: temos sua filha , ou não contem aos guardas , e nos dão um ouro como resgate .

“Um ouro …?” Kei ficou perplexo com o resgate ridiculamente alto.

“Os guardas, você disse aos guardas?!” Incapaz de esperar mais tempo, Aileen perguntou a Montand.

“Nós tentamos. Mas …” Montand explicou com um olhar desagradável no rosto.

Claro, eles ficaram extremamente perturbados e tentaram levar o assunto até um guarda que passava por sua casa.

No entanto, quando estavam prestes a abrir a porta e chamar o guarda, eles notaram a segunda carta.

“Isso seria este aqui.”

Ele abriu a carta e mostrou a eles. Você tentou dizer aos guardas . Não haverá outra chance. Tente novamente e sua filha estará morta . Entre outras coisas foram escritas.

“Isso é … Isso …”

Com as mãos trêmulas, Montand enfiou a mão no envelope e tirou uma mecha de cabelo. O mesmo cabelo loiro que Montand, com um tom de castanho claro – o cabelo de Lily.

“Estamos sendo vigiados. Nós não podemos fazer nada. Se eu tentar falar com um guarda, eles saberão … Seu corpo inteiro tremeu como se estivesse congelando. “Eles estarão esperando na entrada das favelas amanhã ao raiar do dia para recolher o resgate. Eu vasculhei ao redor, tentando conseguir o dinheiro que pude, mas não está nem perto de um ouro … – ele levantou a cabeça. Seus olhos não continham nada além de desespero. “Kei-san. Por favor,” ele estava de joelhos, impotente”, Dinheiro. Por favor, me empreste algum dinheiro!”

Montand se agarrou aos pés de Kei.

“Só um pouco. Só um pouquinho está bem. Mesmo se não conseguirmos um ouro, se pudermos colocar mais pelo resgate, eles podem devolver a Lily. Então, então! ”Ele implorou enquanto chorava. “Por favor, nos empreste algum dinheiro …”

Kei ficou perplexo.

Isso foi muito pior do que a comoção de devolver mercadorias.

Os únicos sons na oficina eram os soluços de Montand e Kiska.

“Desculpe … Isso é tudo o que tenho comigo agora.” Kei tirou cinco pratas e colocou-as na mão de Montand.

Os olhos de Montand se arregalaram. “E-esse tanto! Obrigado, muito obrigado! Ele inclinou-se várias vezes com o rosto desgrenhado e até mesmo ranhoso.”

– Mas, na verdade, ele ainda tinha mais pratas.

Isso é … eu provavelmente não deveria .

Kei não estava tão otimista quanto o fato de uma criança raptada ser deixada viva – particularmente neste mundo. Mesmo que ela ainda estivesse viva e pagassem o resgate, não havia nenhuma prova de que eles a devolveriam.

O pensamento de angariação de fundos simples ou de uma instituição de caridade cruzou a mente de Kei. Ele imaginou os finais possíveis e suportou sua posição atual. Montand e Kiska agradeceram-lhe repetidas vezes, mas seu coração frio não foi afetado.

No entanto, ele olhou para o lado e viu Aileen olhando para a carta na mesa da oficina como se estivesse consumindo ela. Ele percebeu que ela estava realmente olhando para a mecha loira de cabelo.

Ela rapidamente pegou alguns cabelos quando Montand e Kiska não notaram. Seus olhos azuis olharam para Kei por um momento. “Kei … eu vou voltar primeiro.”

“Ah, ei! Aileen!”

Sem nem mesmo checar com Kei, ela saiu correndo da oficina.

“Ei, Aileen!”

Quando Kei voltou para a estalagem, Aileen já tinha acabado de vestir as roupas pretas e tinha o sabre nas costas.

“Aileen, o que você está fazendo?!”

“Não é óbvio? Eu vou salvá-la!” Ela respondeu imediatamente com uma expressão que dizia: o que você está dizendo?

“Tch …”

Ele esperava por isso. Ele pressionou as mãos nas têmporas e olhou para cima. Aileen o ignorou e continuou a preparar-se para a batalha. Colocou o cinto de facas de arremesso, calçou as luvas e pôs as caneleiras.

“Tudo bem, acalme-se … Acalme-se, Aileen. Neste momento, não estamos no mundo do jogo.”

“Eu já sei disso.”

“Não, você não sabe disso! Você disse que vai salvá-la, mas não sabe o que isso significa!”O tom de Kei se tornou acidentalmente áspero com sua atitude despreocupada. “Eu sei o que você está pensando! Se você usar 『Rastreiar』 com o cabelo dela, você descobrirá facilmente onde ela está. Mas Aileen, não parece ser apenas uma pessoa! Se você for salvá-la, talvez tenha que lutar contra eles, sabe?” Ele franziu o cenho para ela. “Quando se trata disso, você poderia matar alguém?”

Ela hesitou por uma fração de segundo, mas depois declarou firmemente: “Eu não pretendo dar-lhes qualquer piedade.”

Kei notou a hesitação. “Você parece bem preparada, mas Aileen, é uma questão diferente se ou não você realmente pode fazê-lo quando chegar a hora.”
“Eu posso. Estou calma agora, mas ao mesmo tempo estou furiosa, Kei. Um ouro por resgate? Eles não planejam dar a Lily de volta. Eu não posso deixar isso passar.”

Seus olhos azuis olhavam para ele e ele parecia que ia vacilar. No entanto, antes que isso acontecesse, ela se virou bruscamente.

“Claro… Esta é uma decisão minha. Então, eu não planejo envolvê-lo nisso. Eu farei isso sozinha.”

“O que…?” As sobrancelhas de Kei se ergueram. Uma ligeira irritação percorreu-o.

—Isto está errado. Não é isso.

—Não é o que estou dizendo.

“O combate urbano é difícil para você. Mas para mim, essa é a minha especialidade. Parece um bom momento agora, mesmo sozinha – “

“Aileen.” Kei interrompeu seu monólogo e agarrou seus ombros, olhando em seus olhos. Ela tinha uma expressão perplexa enquanto ele olhava para ela e pensava em como dizê-la. “Aileen… Isso não é um jogo, é realidade. Nós não sabemos o que vai acontecer. Deixando sua guarda uma vez, apenas interpretando mal alguma coisa uma vez, pode ser fatal. Você poderia se machucar … até morrer. Você realmente entende isso …?” Ele disse baixinho.

No entanto, a expressão de Aileen endureceu e disse seriamente: “Você salvou minha vida uma vez, então eu realmente não entendi. Mas mesmo assim, eu não posso simplesmente abandonar a Lily. Ainda mais porque este não é o mundo do jogo. Lily não é um NPC, ela é um ser humano vivo. Eu vou salvá-la.”

“Por quê. Por quê? Eles nem sequer nos pediram … Não tem nada a ver conosco, certo?”

Nada a ver conosco!” Ela não podia acreditar. Ela sacudiu os braços de Kei. “Como o inferno não tem nada a ver conosco! Nós já os conhecemos, não é mesmo? Nós não temos nada a ver com eles, Kei! ”Ela balançou a cabeça impaciente e continuou:“ Eu … eu posso ajudar. Eu posso encontrá-la e posso salvá-la! Eu sei que isso será perigoso. Eu sei que posso morrer. Eu sei que talvez tenha que matar … mas ainda assim!” Aileen pensou. “Desde que eu consiga, contanto que eu possa salvá-la, devo fazer o que puder. Eu só posso fazer esse tanto, mas virar a cauda e fingir que nada aconteceu, isso é -” sua voz lutou para escapar quando ela baixou a cabeça “, algo que um monstro faria.”

Acertou Kei com força, como se algo tivesse colidido com ele. Suas palavras inocentes e puras.

No entanto, seu puro senso de justiça era muito aguçado.

Aileen cerrou os dentes com a cabeça pendurada, incapaz de ver o espanto de Kei.

Thud , Aileen olhou para cima, Kei sentou-se na cama pesadamente e segurou a mão sobre o rosto.

“Faça o que você quiser …” ele disse em uma voz baixa e deprimida.

Aileen sabia que ela o machucou. Ela não disse mais nada. Ela pensou que, se tentasse animá-lo, isso apenas aumentaria a distância entre eles.

“Desculpe …” ela se desculpou.

Kei ficou em silêncio, mas vasculhou sua bolsa e jogou alguma coisa para Aileen.

Em pânico, ela pegou, uma garrafa de vidro. Continha um líquido viscoso azul.

– uma Alta Poção.

“Leve com você …” ele disse calmamente sem olhar para ela.

Ela simplesmente respondeu: “Obrigada …”

Houve um pequeno, Tap. Quando Kei olhou para cima, ela já tinha ido embora.

O som das pessoas surgiu de baixo.

Uma garota de roupas pretas subiu no telhado.

O vento frio soprava entre os prédios.

Seu cachecol preto voou atrás dela.

Ela olhou para as planícies cobertas a oeste da cidade.

O sol continuou a se pôr.

A lua subia em cima.

Uma deusa, brilhando no luar prateado.

O céu mudou de vermelho para azul profundo.

Ela olhou de novo para o horizonte.

O sol havia se posto completamente.

“Agora … é a nossa vez”, ela murmurou.

Ela puxou um fragmento de cristal de suas roupas.

Como se estivesse rezando; como se perguntasse, ela fechou os olhos. 『Mi dedicas al vi tiun katalizilo.』

Ela soltou o fragmento.

A gravidade puxou o cristal claro para baixo.

Plop , sua sombra engoliu.

Ele piscou e oscilou de uma maneira diabólica.

『Maiden krepusko, Kerstin.』

Ela ajustou sua respiração.

Ela convocou 『Vi aperos (manifeste)』

Era a hora dos desastres.

A sombra respondeu.

Comentários